Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Trapalhada: Type 64, quase o Porsche mais caro do mundo…

Compartilhe!

O Porsche Type 64, o primeiro modelo produzido por Ferdinand Porsche com base no Fusca, foi levado a leilão pela RM Sotheby’s. Era para se transformar no Porsche mas caro do planeta, mas tudo deu errado.

Fazendo parte da semana do automóvel em Monterey, na California, o leilão do Type 64 foi anunciado com previsão de venda de US$ 20 milhões.

 
 
 
Mas a RM Sotheby’s iniciou a licitação nos US$ 30 milhões e, a partir, daí tudo deu errado. Os lances rapidamente subiram até os U$$ 70 milhões, o que provocou emoções distintas na sala (uns riam, outros aplaudiam). O primeiro veículo de Ferdinand Porsche, usado pelo próprio e pelo seu filho durante anos e produzido ainda antes de existir a Porsche como fabricante, iria ser vendido por cerca de US$ 20 milhões acima do automóvel mais caro do mundo.

Mas a venda entrou em colapso, e dos US$ 70 milhões o valor repentinamente despencou para os US$ 17 milhões. Isto porque nunca existiu ninguém oferecendo US$ 40 milhões, 50 milhões e muito menos US$ 70 milhões. Segundo admitiu a própria Sotheby’s, o leiloeiro escutou mal devido à semelhança da pronuncia dos valores em inglês: thirty (30) e thirteen (13), forty (40) e fourteen (14); seventy (70) e seventeen (17).

A leiloeira apressou-se a trocar o valor fixado no quadro, mas então começou a confusão. O leilão foi suspenso, e o primeiro automóvel a ostentar a marca Porsche –o único sobrevivente dos três Type 64 construídos– acabou não sendo vendido.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *