Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Tudo o que já sabemos do novo SUV da VW, o T-Cross

Compartilhe!

O Volkswagen T-Cross será o SUV compacto da marca alemã. Ele vai ser oficialmente apresentado, em sua forma definitiva, no final deste ano. Para os europeus, no Salão de Paris, em outubro, e para os brasileiros no Salão de São Paulo, em novembro. Depois disso, chegará às ruas em 2019. Será a primeira incursão da Volkswagen do Brasil neste segmento. 

O Volkwagen T-Cross só chegará às lojas da Europa em maio do ano que vem, mas já se conhecem muitos dados sobre aquele que será o SUV mais acessível da Volkswagen.

Num evento que aconteceu perto de Munique, na Alemanha, a Volkswagen reuniu vários protótipos do T-Cross e divulgou ou os primeiros detalhes, imagens e vídeo do “SUV do Polo”. Enquanto não tivemos a oportunidade de avaliar o T-Cross, reunimos aqui tudo o que já se sabe sobre o pequeno SUV.

O Volkswagen T-Cross é o quinto SUV da marca na Europa e se posiciona abaixo do T-Roc. Utiliza a mesma plataforma do Polo, a MQB A0, e será o modelo de acesso à linha de SUVs da Volkswagen, entrando no segmento mais aquecido do mercado.
Volkswagen T-Cross, Andreas Krüger
Andreas Krüger, diretor para a linha de veículos pequenos na Volkswagen.
Por fora, encontramos um automóvel de dimensões compactas (4,10 m de comprimento) pensado para as cidades, mas com estilo mais irreverente do que o do Volkswagen Polo. Segundo Klaus Bischoff, diretor de design da Volkswagen, o objetivo foi construir um SUV que não passasse despercebido no trânsito. Destaca-se a grade proeminente, como a do Touareg, e as rodas de grandes dimensões, aro 18.
Volkswagen T-Cross

A posição de condução mais elevada continua a ser uma das características que mais agrada nos SUVs, e uma das razões para o seu sucesso, com a do Volkswagen T-Cross 11 cm acima daquela que podemos encontrar no Polo.

 
Volkswagen-T-Cross, Klaus Bischoff
Klaus Bischoff, diretor de design da Volkswagen.

O modelo tem bom espaço e versatilidade. O novo T-Cross tem bancos deslizantes, com ajuste longitudinal máximo de 15 cm, o que por sua vez reflete-se na capacidade do porta-malas, com capacidade entre os 380 e 455 litros; rebatendo os bancos, a capacidade sobe até aos 1281 litros

Com o digital conquistando cada vez mais espaço no interior dos automóveis, também o T-Cross terá ampla oferta nesse sentido. O sistema de multimídia recorre a um a tela touchscreen de 6,5 polegadas, que pode ser, opcionalmente, de 8 polegadas. A complementar isso, também estará disponível como opcional o painel de instrumentos totalmente digital (Active Info Display) com 10,25 polegadas.

Entre os assistentes de condução e equipamentos de segurança, esperem encontrar o sistema Front Assist com frenagem de emergência em cidade e detecção de pedestres, alerta de manutenção na faixa de rodagem e sistema de proteção proativa dos passageiros, caso os sensores detectem o risco elevado de um acidente acontecer os vidros são fechados automaticamente, junto com o teto solar, e colocará os cintos em tensão, retendo melhor os ocupantes dianteiros.

Tal como o Polo, o Volkswagen T-Cross apostará forte na personalização do interior, com diferentes cores à escolha. Haverá também quatro entradas USB e sistema de carregamento sem fio para smartphone, mais sistema de som da Beats com 300 w e subwoofer.

O T-Cross terá na Europa cinco níveis de equipamento, 12 cores exteriores à escolha, e tal como acontece no T-Roc, também estará disponível com opções bicolor.

 

Ao nível das motorizações estão previstos para a Europa três motores a gasolina e um diesel. Do lado da gasolina teremos o 1.0 TSI —com duas versões, de 95 e 115 cv— e o 1.5 TSI de 150 cv. A única proposta Diesel será o 1.6 TDI de 95 cv. Para o Brasil, o modelo terá apenas motores turboflex: o  1.0 de três cilindros, de 115/128 cv (gasolina/etanol) e 20,4 mkgf (ambos combustíveis), já conhecido de Polo e Virtus, e o 1.4 de quatro cilindros, de 150 cv e 25,5 mkgf (qualquer combustível), aplicado no Golf e do Audi A3 Sedan nacionais.

A produção no Brasil começará em janeiro do ano que vem, na fábrica da Volkswagen em São José dos Pinhais, PR.

Confira o vídeo:

 

 
 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *