Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Uber encomenda 24 mil Volvo XC90 autônomos

Compartilhe!

Unidas no desafio da condução autônoma -o futuro do automóvel a médio prazo- a Uber acaba de dar sua tacada de mestre: encomendou 24.000 Volvo XC90, para os tornar autônomos.

É isso mesmo que você leu e, claro o Brasil está de fora. Depois de três anos de parceria, a Uber acaba de fazer uma encomenda de 24 mil unidades do Volvo XC90, com as quais pretende criar a sua frota de veículos autônomos. As entregas, para entrada rápida em funcionamento, deverão começar já em 2019.

Volvo XC90 - Uber
 

Ainda segundo anunciou a marca sueca, os veículos em questão (unidades do modelo XC90), serão entregues já equipadas com todos os recursos tecnológicos de condução autônoma à disposição na Volvo. Depois, caberá à Uber equipá-los com os sistemas de condução autônoma que está desenvolvendo.

“Um dos nossos objectivos é ser fornecedor preferencial em termos de condução autônoma e serviços de compartilhamento de veículos, em nível mundial. Sendo que o acordo hoje assinado com a Uber é um dos primeiros passos nessa direção estratégica”. Hakan Samuelsson, chefão da Volvo

 

Ainda de acordo com as informações divulgadas, a Uber pretende utilizar estes novos veículos nos Estados Unidos. Embora não revelando, pelo menos para já, quais serão as cidades em que irão circular, ou até mesmo quando começarão a operar.

Volvo XC90 - Uber

“Será mais cedo do que as pessoas pensam”, garante o diretor da Uber para parcerias, Jeff Miller. Acrescentando que “o nosso objetivo é conseguir operar estes carros sem motorista ao volante, em cidades e ambientes selecionados. Basicamente, aquilo que comumente se denomina de ‘condução autônoma de Nível 4’”. O carro de Nível 4 pode solicitar que o motorista volte ao comando em algumas ocasiões. No entanto, por mais que a maioria das montadoras adotem essa classificação, existem divergências em relação a esse nível. Empresas que nunca tinham fabricado veículos, como a Google e Apple, afirmam que o carro deve ser 100% autônomo, pois acreditam que, se o motorista intervir em situações de emergência, pode piorar a situação e gerar mais riscos.

 

Já quando questionado se a Uber irá ter algum veículo autônomo de Nível 5, Miller responde que “não conheço ninguém no mundo, que se diga capaz de produzir um automóvel equipado com tecnologia de condução autônoma de Nível 5, ou seja, capaz de se manter autônomo sempre e em todas as condições, dispensando a presença de alguém para assumir o volante se necessário”. No Nível 5, o mais avançado de autonomia, o carro faz tudo sem interferência do motorista, e o ocupante só  informa para onde quer ir. Nesse nível de autonomia, pedais e volante são desnecessários e os comandos podem ser transmitidos por voz ou pelo smartphone do usuário.

Os 24 mil carros da Volvo terão que estar todos entregues à Uber até 2021.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español