Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Um dos Mustang mais raros, abandonado numa fazenda

Compartilhe!

Um dos exemplares mais valiosos do Ford Mustang foi encontrado abandonado numa fazenda. Denominado Shelby GT500 EXP 1968, este é um dos dois protótipos criados em 1967 e que estiveram desaparecidos durante décadas.

O primeiro, apelidado de “Green Hornet” por causa da cor verde da carroceria, foi restaurado recentemente e levado a leilão. Infelizmente o seu preço de reserva era tão elevado que nem uma oferta de US$ 1,8 milhões chegou para o levar para casa.

Mas em breve haverá nova oportunidade para quem estiver interessado neste modelo. É que o segundo exemplar acaba de ser encontrado abandonado numa fazenda no Texas, nos Estados Unidos. A leiloeira Barrett-Jackson, com a colaboração da Shell e da Pennzoil, foi a responsável por encontrar este exemplar perdido, que agora foi batizado de “Little Red”.

 

Depois de vários anos largado no tempo, sem que ninguém lhe desse a mínima atenção, pois estava em péssimo estado, a sorte lhe sorriu. Não tem várias peças e  perdeu o seu  gigante motor V8, bem como a transmissão.

A casa leiloeira tem mantido os detalhes desta descoberta muito bem guardados, mas sabe-se que chegaram até este Mustang por meio do número de série original da Ford, junto com o número de série que a Shelby acrescenta a todos os seus modelos. Foi assim que chegaram até o dono actual, que o manteve durante os últimos 20 anos.

Por enquanto, este exemplar já foi certificado e autenticado pelo especialista Kevin Marti, e em breve será restaurado para voltar à sua condição original. Apesar de ser unânime entre os especialistas que este é um dos Mustang mais raros que podemos encontrar, ninguém sabe ao certo quanto pode valer. A única certeza é que quem o comprar terá de pagar bem mais do que US$ 1,5 milhões para te-lo na garagem.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *