Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

“Vaquinha” pode fazer renascer a Brabham

Compartilhe!

O nome Brabham, um dos mais tradicionais da história da Fórmula 1, quer regressar ao automobilismo de uma maneira pouco convencional: por meio de crowdfunding, ou seja, dinheiro oferecido pelos fãs. Traduzindo: a famosa “vaquinha”.

brabham_bt_52

O primeiro passo da Brabham Racing passa por entrar no Mundial de Endurance e na “24 Horas de Le Mans”, mas os planos não ficam por aqui. A meta ambiciosa é regressar à Fórmula 1.

Fundada por Jack Brabham, único piloto campeão com um carro da sua própria equipe, em 1966, a Brabham conquistou outros três títulos de pilotos. Dois deles, em 81 e 83, com Nelson Piquet. A última corrida da Brabham na Fórmula 1 foi em 1992. Os brasileiros que correram pela Brabham, além de Piquet, foram Wilsinho Fittipaldi e José Carlos Pace.

O projeto de crowdfunding para o regresso da Brabham prevê, entre outros, a concessão de privilégios e acesso especial dos colaboradores, dependendo de quanto é doado.

“Demos inicio a uma jornada longa e desafiante para proteger e fazer regressar o nome Brabham ao controle da família, e depois decidir qual o passo seguinte na jornada desta marca” afirmou David Brabham, filho de Jack Brabham, no video de crowdfunding do Project Brabham.

“Sonho há imenso tempo com ver a equipe Brabham Racing de regresso às pistas, voltando a vencer no mais alto nível e a continuar o legado iniciado pelo meu pai quando fundou a equipe nos anos 1960”, concluiu.

O objetivo inicial, que vai até dia 1 de novembro, é arrecadar 250 mil libras, o equivalente a cerca de US$ 500 mil. No primeiro dias da campanha já foram arrecadados mais de US$ 65 mil.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *