Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Veeco: até Portugal já tem seu carro elétrico. E esportivo…

Compartilhe!

O Veeco é o primeiro automóvel esportivo totalmente feito em Portugal e no início de 2016 deverá começar a ser comercializado a partir de Vila Nova de Gaia, onde será instalada a linha de montagem. E ainda por cima é elétrico. No Brasil, o assunto “carro elétrico” é quase um tabu.

948x628

“O carro é indicado para todos os que têm necessidade de utilizar um veículo para percursos diários não muito longos”, explicou João Oliveira, criador do Veeco, que esteve exposto em Gaia como parte de um evento de promoção da sustentabilidade energética.

O projeto para o desenvolvimento do veículo elétrico de três rodas começou em 2009, com apoio de fundos comunitários locais, e contou com a colaboração do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa e a empresa Fibrauto, de Gaia. “As três rodas”, explicou o responsável, “permitem maior eficiência energética, o que é fundamental num carro elétrico”.

Este “reverse trike”, ou triciclo invertido (com as duas rodas na frente) tem dois lugares, portas de abertura vertical, autonomia de 400 km com uma carga de bateria, consumo de 9/10 quilowatts por hora a 100 km/h e pode ser carregado “durante a noite numa tomada normal monofásica como as domésticas”.

Mais autêntico que o bolinho de bacalhau, o esportivo é feito 100% em Portugal e com investimento total em torno dos US$ 2,5 milhões. O Veeco foi desenvolvido na VE (da cidade de Entroncamento), o chassi vem da NCP (de Aveiro) e a carroceria é feita na Fibrauto (em Gaia).

É justamente a Fibrauto que se prepara para receber a linha de montagem do Veeco, cuja comercialização deverá começar no início do próximo ano, com três versões diferentes e preços oscilando entre US$ 30 mil e 35 mil. “O protótipo já foi homologado e estamos montando uma série de 10 carros que ainda não são para comercialização, mas que seguirão para testes junto aos parceiros do projeto”, adiantou o responsável da VE – Fabricação de Veículos de Tração Elétrica, onde tudo começou.

Atualmente com 50 funcionários, com este projeto a Fibrauto -instalada em Gaia há 18 anos- pretende criar mais 20 postos de trabalho.

Enquanto isso, no Brasil…


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español