Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Vídeos: FIAT e a certeza de que Elvis não morreu

Compartilhe!

A Fiat é conhecida no mercado publicitário brasileiro por suas campanhas criativas e inovadoras. Em 2020 não foi diferente, a marca surpreendeu com o filme da Nova Fiat Strada, que foi “estrelado” por Elvis Presley, o maior artista de todos os tempos. 

A tecnologia e a técnica utilizada para reproduzir o Rei do Rock chamou tanta atenção, que a marca acabou de lançar uma websérie em seu canal no YouTube, contando os detalhes de todo o processo de gravação, produção e roteiro com proporções inéditos no Brasil. Dividido em quatro episódios com cerca cinco minutos cada, o projeto digital reforça a conexão entre a marca e o público, mostrando os bastidores da maior campanha da Fiat não só no ano, mas em todo o tempo em que opera no Brasil.

“Um dos grandes destaques desta campanha é justamente o ineditismo, seja pelo fato de ‘ressuscitarmos’ o maior ícone do rock, Elvis Presley, ou quando o filme foi apresentado primeiro aos nossos clientes via live e somente depois na TV e redes sociais da marca. Agora, trazemos uma websérie que mostra como tudo isso foi construído ao longo de meses de trabalho e dedicação, que resultaram em algo que a Fiat sabe fazer que é surpreender, sempre mantendo a máxima atenção aos anseios e expectativas do cliente”, explica Frederico Battaglia, diretor de Brand Marketing Communication da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) para a América Latina. 

Desenvolvido em parceria com a agência Leo Burnet TM e a Alice Filmes, os episódios do “making of” mostram os bastidores, detalhes e técnicas de gravação, produção e pós-produção do filme que trouxe de volta o Rei, ao som de “Blue Suede Shoes”, percorrendo estúdios de gravação e convidando covers para pegarem carona com ele na Nova Strada, lutando com samurais, cruzando a lua com a caçamba cheia, atravessando um deserto, entre outras cenas. https://www.youtube.com/playlist?list=PL2GmqRtYHMV3fxsCZ7RN7ySMaGHUFWQVW

O primeiro episódio conta como foram feitos os efeitos visuais de recriação do rosto do Elvis em técnica CGI, sem dúvida o maior desafio na produção desse filme. Apesar de toda a tecnologia desenvolvida no mundo para este tipo de trabalho, as equipes de VFX e pós-produção identificaram algumas limitações para a reconstrução do rosto, já que não tiveram o próprio Elvis Presley para realizar uma fotometria, ferramenta essencial para esse tipo de criação. O que resultou na decisão complexa, mas muito bem acertada de reconstruir o rosto do cantor, do zero, a partir de um modelo 3D e aplicá-lo no rosto de um ator.

No segundo episódio o figurino ganha destaque: desde covers do Elvis em diferentes pessoas, vedetes e soldados romanos, até samurais e alienígenas. O terceiro episódio revela todo o trabalho de direção do filme, a construção de diferentes cenários ambientados nos anos 1950/1960 ao mesmo tempo que trouxe um ar mais moderno por onde a Nova Fiat Strada transitou. A escolha do elenco, que contou com mais de 600 pessoas entre figurantes e o cover do Elvis, ficaram para o último episódio.

“Esse foi um projeto muito desafiador. Primeiro como fã do Elvis que sou desde os 7 anos, tinha o peso de analisar um rosto construído totalmente em CGI que fosse igual ao meu ídolo de infância; segundo pelo processo todo que o projeto envolveu, desde a magnitude da produção em si, até a pandemia que nos impôs um novo ritmo, formato e processo de aprovação. Foi um filme conversado e aprovado frame a frame, com reuniões diárias entre produtora, cliente, agência e o próprio staff do Elvis para chegarmos no resultado maravilhoso de 120 segundos, além das mais de 70 cópias com formatos e versões diferentes que entregamos”, explica Maria Fernanda Moura, diretora de Produção Integrada da Leo Burnett.

“Por trás desses sete meses que resultaram no filme, tivemos muitas mentes criativas, pessoas incansáveis e uma estrutura gigante. Sem dúvida, foi uma das coisas mais desafiadoras que já fizemos na Alice. Toda parte de produção, apesar de muito grande, era algo que estávamos bem acostumados; já recriar o Elvis em CGI foi muito trabalhoso e a parte mais complexa. Foram necessárias reuniões diárias durante toda etapa de pós-produção e só alcançamos o resultado final por conta da sinergia entre todos envolvidos”, explicou Wal Tamagno, sócio-produtor executivo da AliceFilmes.

O projeto digital conta um teaser que reúne conteúdo dos quatro episódios convidando os internautas a acompanharem a playlist da websérie no YouTube da Fiat e mergulharem nessa experiência sensorial. Lembrando que o filme “A Lenda” seguiu os mais rigorosos padrões de segurança, teve as imagens captadas em fevereiro deste ano, antes da expansão do Covid-19 no Brasil. A produção envolveu mais de 600 pessoas entre equipe e elenco, três locações e seis dias de gravação.

A campanha

O filme de dois minutos “A Lenda” foi transmitido primeiro em uma conversa por vídeo-conferência, que reuniu Fábio Porchat, Vitao, Thaeme, Carol Barcellos e Joaquim Lopes, e teve seu link “vazado” no Twitter convidando milhares de internautas a assistirem em primeira mão. Na sequência, estreou em uma veiculação inovadora e crossmedia nas plataformas Globo: no intervalo do Jornal Nacional (TV aberta), nos canais Globo na Tv por assinatura, no Globoplay e plataformas digitais (G1, GE e Gshow) simultaneamente. Foi criada também uma estratégia adicional em todas as redes sociais da Fiat e outros players. 

Além da qualidade da Nova Strada, uma coisa é certa: Elvis não morreu!

CONFIRA COM AUTO&TÉCNICA OS EPISÓDIOS

Episódio 1: Efeitos Visuais

Episódio 2: Figurino

Episódio 3: Direção

Episódio 4: Elenco

Playlist completa: https://www.youtube.com/playlist?list=PL2GmqRtYHMV3fxsCZ7RN7ySMaGHUFWQVW


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *