Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Você sabe quem foi o pai dos motores V8? E da injeção, do radiador…

Compartilhe!

Léon Levavasseur inventou o motor V8, a injeção direta de combustível e o arrefecimento por radiadores. Apesar disso tudo, morreu pobre aos 58 anos de idade. Foi engenheiro, projetista e inventor, mas acima de tudo, um gênio. Foi ele quem fez o motor do 14-Bis de Santos Dumont…

leon-levavasseur-v8-2

Nasceu em França, em 1863, para dar ao mundo uma das mais belas criações do mundo da mecânica, a invenção do motor de arquitetura V8, ou seja, de oito cilindros em “V”. Sem o torque, o ronronar da marcha-lenta e o som instigante do escapamento dos motores V8, o mundo hoje seria  muito mais sem graça do que já é.

A sua carreira como engenheiro começou na empresa francesa de motores Antoinette, que ajudou a fundar em 1902. Nesse mesmo ano, patenteou o primeiro motor V8 da história, configuração que se popularizou só 30 anos depois nos Ford. Com a necessidade crescente de motores para várias finalidades, a configuração então exótica dos cilindros em “V” Léon começou a chamar atenção no mundo da náutica. Estes motores logo ganharam fama por serem compactos, potentes e confiáveis. Chegou a projetar motores V32!

Leon Levasseur

Ao fim de apenas dois anos, os motores de Levavasseur já equipavam inúmeros barcos de corrida, com vitórias em todas as categorias da época. Foi então que a fábrica Antoinette recebeu do Brasil, a encomenda de um motor muito especial. O pedido chegou em nome de Santos Dumont –o pai da aviação. Dumont pedia a Léon que fornecesse um motor para o seu avião 14-Bis… O motor escolhido para Santos Dumont foi um V8 (claro) com impressionantes 50 cv de potência máxima. Com os 86 kg de peso do motor e 160 km de peso total do avião, esta relação peso/potência revelou-se imbatível durante 25 anos. Resultado? O 14-Bis se tornou o primeiro objeto mais pesado que o ar a levantar voo sem assistência (a ratoeira dos irmãos Wright necessitava de impulso). Era o ano de 1906, entre 19 e 23 de julho, em Paris.

leon levavasseur v8 1

Depois de abandonar a Antoinette, Léon Levavasseur continuou sua carreira como inventor, registando patentes, ganhando prêmios e criando sistemas que ainda hoje estão presentes no dia a dia da indústria automobilística. Entre elas o arrefecimento com uso de radiador e a injeção direta de combustível. Mais de 100 anos depois, as suas idéias continuam tão válidas como no dia em que saíram da sua cabeça. E isso é impressionante.

Ironicamente, Levavasseur, o criador de algumas das maiores invenções da engenharia moderna, morreu na miséria em 1922, com 58 anos de idade. Hoje, 92 anos depois da sua morte, é mais do que justo que prestemos a ele esta merecida homenagem. Valeu, Léon!


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español