Você sabia que a JAWA fabricou automóveis?

Compartilhe!

A JAWA é uma conhecida fabricante de motocicletas, fundada em Praga, Tchecoeslováquia (hoje República Tcheca), em 1929. Este ano está comemorando seu 93º aniversário, e os fãs da marca seguem espalhados por todo o mundo, inclusive no Brasil. Mas um modelo JAWA muito especial, talvez o mais raro de todos, é um automóvel, o 750, e o único exemplar sobrevivente faz parte do Museu Técnico Nacional, em Praga.

por Ricardo Caruso

A empresa foi fundada pelo empresário e inventor tcheco František Janeček. Ele comprou a divisão de motocicletas da alemã Wanderer e imediatamente começou a fabricar motocicletas mais acessíveis batizadas de JAWA (de JAneček e WAnderer). Em alguns pontos de sua história, a JAWA foi extremamente bem sucedida, exportando suas motocicletas 350 para mais de 120 países, inclusive Brasil. No entanto, a empresa se viu à beira da falência várias vezes e hoje as motocicletas da marca JAWA são fabricadas na Índia, basicamente os mesmos modelos dos anos 1970.

Embora JAWA tenha admiradores saudosistas em muitos países, poucos sabem que a marca também já foi fabricante de automóveis. Janeček sempre quis fazer carros e estava procurando maneiras de colocar isso em prática. Em 1933 ele assinou um contrato de licença com Jørgen Skafte Rasmussen, da DKW, o que permitiu a ele fazer o JAWA 700,que era baseado no DKW F2. Exatos 1.002 desses carros foram produzidos entre 1934 e 1937, quando os 700 foram substituídos por um novo 600 Minor.

O Jawa 600 Minor.

Este carro atingiu volume de produção de mais de 14 mil unidades, e cerca de metade desses carros sendo exportados. No entanto, em 1946 JAWA 600 Menor foi substituído pelo Aero Minor, modelo que não usava o emblema da marca.

JAWA 700 – o primeiro carro da marca.

Vamos voltar para 1935. A JAWA queria participar da famosa corrida “1000 Milhas da Tchecoeslováquia”. Na verdade, a marca pretendia ter participado um ano antes, mas seu 700 modificado simplesmente não era confiável o suficiente para a empreitada. Desta vez, JAWA fez seis carros –três roadsters e três cupês para participar e eventualmente vencer a corrida. E que carro rápido era o 750!

O JAWA 750 tinha apenas 3650 mm de comprimento e pesava 705 kg.

Pode não aparecer nas imagens, mas o JAWA 750 é bem pequeno, com apenas 3650 mm de comprimento, e muito estreito. Sua carroceria é feita de chapa de metal, formatada em torno de uma estrutura de madeira. A forma aerodinâmica é agradável aos olhos e tem um pouco de Bugatti. Ser o mais aerodinâmico possível era tão importante, que o JAWA 750 nem tinha espelhos ou maçanetas. Manter o peso baixo também foi crucial, e é por isso que este carro tem apenas um limpador de para-brisas. O cupê 750 pesava apenas 705 kg, e o roadster 5 kg a menos.

O desenvolvimento do Jawa 750 era tão focalizado na aerodinâmica, que o carro sequer tinha espelhos ou maçanetas.

Todos esses esforços foram colocados no carrinho, para compensar seu motor de dois cilindros e 750 cm3, que produzia apenas apenas 26 cv de potência máxima. A tração era nas rodas dianteiras e a transmissão manual (claro…) era de 3 velocidades. E o modelo foi rápido, com velocidade máxima de 120 km/h (na corrida, manteve a velocidade média de 83,7 km/h, o suficiente para vencer)!

Atrás da grade bastante grande, havia um motor de 750 cm3 arrefecido a água e que movia das rodas dianteiras.

Não só o JAWA 750 venceu a “1000 m=Milhas da Tchecoeslováquia” em sua classe, como ocupou todo o pódio! Isso foi o suficiente para o presidente da república conceder um prêmio extra para a bem sucedida equipe. No entanto, a JAWA não pode repetir esta conquista.

Devido à situação econômica mundial muito ruim naqueles tempos, a “1000 Milhas da Tchecoeslováquia” não foi disputada no ano seguinte. A marca continuou se envolvendo em corridas, mas desta vez com suas motocicletas. Os Jawa 750 sobreviventes caíram nas mãos de usuários privados e a quase totalidade deles foram devorados pela ferrugem.

O único exemplar sobrevivente chegou às mãos do Museu Técnico Nacional em Praga, em 1992. Em 2005, 70 anos após seu lendário triunfo, o JAWA 750 restaurado foi revelado orgulhoso aos visitantes do museu.


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español