Volkswagen vai tirar 100 modelos de linha

Compartilhe!

A Volkswagen vai eliminar de seu portfólio praticamente 100 modelos que usam motores a combustão até ao final da década, e vender menos carros “comuns” para se concentrar na produção de veículos premium, que são mais lucrativos. “O principal objetivo não é o crescimento”, explicou Arno Antlitz, diretor financeiro da marca alemã. “Estamos mais focados na qualidade e nas margens de lucro, e não no volume e na participação de mercado”. A VW vai também reduzir a sua linha de carros a gasolina e diesel, que consiste em pelo menos 100 modelos de várias de suas marcas -em 60% na Europa- nos próximos oito anos.

Da Redação

Ver a imagem de origem

Na Autoeuropa, em Portugal, por exemplo, são produzidos os T-Roc, Sharan e SEAT Alhambra. A nova estratégia da VW é sinal de mudanças profundas e mais amplas no decadente setor automotivo, que há décadas sempre buscou aumentar os lucros por meio de grandes volumes de vendas.

No entanto, a grave escassez de chips no mercado e a pandemia da Covid-19 forçou as marcar a cortarem suas produções no ano passado, o que permitiu que empresas como a Mercedes e BMW se valessem da “lei da oferta e da procura”, cobrassem mais pelos seus modelos e obtivessem lucros recordes em 2021, apesar de venderem muito menos veículos.

A Volkswagen adotou estratégia semelhante, que permitiu registrar mais de US$ 22 bilhões de lucros. e pára isso o Grupo focalizou seus esforços nos veículos mais caros produzidos pelas suas marcas Audi e Porsche, que respondem pela maior parte dos lucros do conglomerado. “Temos uma base de custos fixos significativamente menor, por isso somos menos dependentes do volume e do crescimento”, finalizou Antlitz.


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español