CarrosSlideTecnologia

LANÇAMENTO: BYD Seal tem mais de 500 cv, preço baixo e alta tecnologia

Compartilhe!

A BYD, fabricante líder mundial de veículos eletrificados, apresentou o sedã Seal, 100% elétrico. A marca vem fazendo grande estrago no mercado brasileiro e de outros países, e lançou uma novidade entusiasmante não só no segmento dos carros elétricos, mas também entre os sedãs de luxo (Audi, BMW, Mercedes e outras que se cuidem…) pois o carro combina uma grande variedade de tecnologias. A BYD, que é a fabricante de automóveis com o crescimento mais rápido em nível mundial, está conseguindo tornar a condução elétrica atraente, de alta tecnologia e inteligente, mais acessível aos motoristas brasileiros.

por Ricardo Caruso

O BYD Seal é, basicamente, um sedã esportivo de alto desempenho, o segundo modelo da série “BYD Ocean”, que utiliza a nova linguagem de desenho “Ocean Aesthetics” da marca, de inspiração oceânica; o primeiro foi o Dolphin, sucesso imediato de vendas por aqui. O modelo combina a aparência elegante e esportiva com elevado nível de conforto e funcionalidade para cinco ocupantes, interior espaçoso e ampla lista de equipamentos. Além disso, o BYD Seal apresenta diversas inovações tecnológicas, que resultam em benefícios suficientes para diferenciá-lo claramente dos seus concorrentes.

Tal como o recém-lançado Dolphin, o novo Seal foi construído com base na “e-Platform 3.0” da marca, criada exclusivamente para veículos 100% elétricos. O BYD Seal é o primeiro veículo a usar a tecnologia altamente avançada “Cell-to-Body” (CTB) da fabricante, onde a bateria faz parte da estrutura do carro, o que garante maior nível de segurança, maior rigidez torsional, melhor dinâmica de condução e otimização na utilização do espaço.

A tecnologia “Cell-to-Body”, resume-se no fato de que a bateria é incorporada na estrutura do veículo. Esta integra a cobertura superior do conjunto de baterias com a estrutura tradicional do piso da carroceria, formando uma estrutura tipo sanduíche, que incorpora a cobertura superior da bateria, a “BYD Blade Battery” e o piso. Além disso, essa arquitetura CTB utiliza uma estrutura de painéis de alumínio tipo “colméia” de elevada resistência, aumentando ainda mais a segurança do veículo.

O sistema de baterias CTB serve não só como fonte de energia, mas também como componente estrutural. Isso contribui para a maior rigidez torsional do Seal, que aumenta os limites de dirigibilidade e oferece uma excelente plataforma para beneficiar o conforto, silêncio do interior, segurança e desempenho. E mais: a tecnologia CTB também melhora a otimização do espaço, já que a bateria é combinada direto com a carroceria, diminuindo a altura do veículo até o solo em cerca de 15 mm. Ao mesmo tempo que reduz a altura da carroceria, a tecnologia CTB aumenta a altura axial no interior do veículo, criando mais espaço. Isto permitiu que o Seal adotasse um perfil mais baixo e afilado, com melhor desempenho aerodinâmico e impacto visual, bem como mais espaço.

Tal como todos os veículos de passageiros da BYD comercializados mundo afora, o Seal está equipado de série com a bateria “BYD Blade Battery”, revolucionária em vários aspectos e de fabricação própria. A BYD tem sido pioneira nas tecnologias de baterias durante mais de duas décadas. Exatos 28 anos depois, com mais de cinco milhões de veículos movidos a novas energias (elétricos e híbridos) produzidos, a marca está posicionada como líder de mercado neste segmento. A “BYD Blade Battery” surgiu da pesquisa e desenvolvimento constante da BYD nessa área e é considerada um grande avanço para a indústria dos veículos elétricos.

Foi desenvolvida internamente pela BYD com o objetivo de otimizar a segurança, durabilidade, longevidade, desempenho e aproveitamento de espaço. É constituída por 172 células finas e alongadas, que se assemelham a lâminas (daí o nome “blade”…). Além disso, a “Blade Battery” utiliza fosfato de ferro e lítio (LFP) como material catódico, o que oferece nível mais elevado de segurança e durabilidade em comparação com as baterias de lítio convencionais.

As baterias do tipo LFP são 100% isentas de cobalto, material que traz preocupações éticas e ambientais na indústria da mineração, e ainda são mais resistentes a temperaturas extremas. Têm melhor estabilidade térmica e são menos sensíveis às variações de temperatura, podendo suportar mais ciclos de carga e descarga sem praticamente nenhuma perda de capacidade. Só isso já torna estas baterias particularmente duradouras. Com altura de apenas 110 mm para todo o conjunto de baterias, a “BYD Blade Battery” reflete direto na eficiência da estrutura do veículo e na otimização do espaço do Seal.

Além desses benefícios da tecnologia “Cell-to-Body”, o nível de segurança da bateria “BYD Blade Battery” foi demonstrado em diversas oportunidades, ao exceder os requisitos do exigente “Teste de Penetração de Pregos”. Este é o método mais rigoroso para testar as fugas térmicas da bateria (incêndio) e simular as consequências de um acidente grave.

Adicionalmente, o Seal é fornecido de série com um sistema de bomba de calor de alta eficiência. Isto permite uma regulagem eficiente da temperatura da bateria por meio do arrefecimento ou aquecimento direto do conjunto, bem como o controlr da temperatura do interior, com baixo consumo de energia. A bomba de calor também pode absorver o calor residual do sistema de propulsão elétrica, podendo suportar temperaturas entre -30°C e +60°C. A tecnologia de bateria da BYD também inclui a funcionalidade “V2L” (Vehicle-to-Load), permitindo que o Seal seja utilizado como um power bank gigante, uma fonte de alimentação para dispositivos elétricos externos (com potência total até 3000 W).

As novidades da BYD e do BYD Seal vai para além da tecnologia “Cell-toBody” e da “Blade Battery”. Por exemplo, o novo sedã esportivo utiliza o inovador sistema de tração elétrica “8 em 1”. Este integra oito componentes-chave para propulsão, carregamento, controle e gestão, permitindo à BYD criar soluções simplificadas para a integração vertical na cadeia de fornecimento de energia, otimizando a utilização do espaço e a eficiência energética.

Disponível em só uma versão -Excellence-AWD-, o novíssimo Seal tem dois motores elétricos, com capacidade de bateria de 82,5 kWh, nos eixos dianteiro e traseiro (218cv + 313 cv), na potência total combinada de 531 cv; o torque praticamente instantâneo é de 68,3 mkgf. . Esta versão é uma verdadeira máquina de exibição de potência e força, pois acelera de zero a 100 km/h em míseros 3,8 s, enquanto a autonomia é fixada em 531 km (ciclo combinado WLTP) ou 372 km pelo Inmetro. Uma curiosidade: na tampa traseira há um letreiro “3.8S”. Não indica cilindrada, mesmo porque não há capacidade cúbica em motores elétricos, claro. Significa 3,8 segundos, seu talento para fazer o 0-100 km/h…

Os clientes do BYD Seal beneficiam de uma solução de carregamento de alta tensão, que permite um carregamento mais rápido. Esta tecnologia utiliza de forma inovadora o indutor do motor para substituir o indutor de impulso na solução de impulso original, para atender a gama de tensão de 420-750V dos postos de carga, com carregamento DC de alta potência. Durante o processo de carregamento, o BYD Seal reduz a geração de calor do conjunto de carregamento e distribuição, para um desempenho mais seguro. O carro traz de série, um carregador trifásico incorporado de 11 kW para carregamento em corrente alternada e pode ser carregado rapidamente num posto de recargamento ultra-rápido em corrente contínua com 150 kW. Com esta potência, a bateria pode ser carregada de 30% a 80% em apenas 30 minutos.

Muita disposição, esportivo e fácil de guiar -bem como repleto de alta tecnologia- o Seal impressiona qualquer um que se sente ao volante dele, afinal, acelera como um super-esportivo. A arquitetura do modelo, de última geração, baseada na “e-Platform 3.0″ com tecnologia ‘Cell-toBody”, garante rigidez torsional difícil de encontrar no mercado e baixo centro de gravidade, o que beneficia totalmente a condução. Além disso, o Seal é o primeiro BYD com suspensão independente, com braços duplos na frente e suspensão traseira de cinco braços, o que também contribui para o excelente comportamento e controle do veículo, não só direcional, mas principalmente em curvas.

O Seal, com sua tração integral, dispõe de amortecedores de frequência variável para maior capacidade de resposta. Esta tecnologia controla o fluxo de óleo no cilindro do amortecedor por meio de uma válvula. Quando as condições da estrada são boas, o amortecimento é relativamente firme, permitindo uma dinâmica mais estável do veículo e uma melhor manobrabilidade. Quando existem superfícies irregulares e buracos, o amortecimento reduz-se automaticamente, para absorver melhor os impactos da via, mantendo a mesma qualidade de condução.

Além disso, o sedã usa um sistema de “Controle Inteligente de Adaptação do Torque” (o “Intelligent Torque Adaption Control” – iTAC), recentemente desenvolvido. Esta tecnologia alterou a forma anterior de tornar o veículo dinamicamente mais estável por meio da redução da potência e melhorou a mesma para a variação do torque, reduzindo adequadamente a força enviada às ou produzindo um “torque negativo” e outros métodos de controle, para manter a estabilidade do veículo. Graças à maior rapidez de reconhecimento da situação e à alteração do método de regulagem, o iTAC pode integrar a situação específica do carros, bem como as necessidades de controle horizontal e vertical do motorista, para avançar na distribuição e ajuste da potência, utilizando assim plenamente toda a capacidade de potência do veículo, melhorando a segurança e o conforto de condução e ampliando os limites de dirigibilidade.

O BYD Seal dispõe de quatro modos de condução diferentes, que se adaptam às do motorista e condições de condução. Estes modos consistem em:

– Modo ECO, que dá prioridade à eficiência energética e aumenta a autonomia de condução.
– Modo Normal, que proporciona uma experiência de condução equilibrada para utilização no dia a dia.
– Modo Eesportivo, que dá ênfase ao desempenho por meio de uma aceleração agressiva e de comportamento mais apurado.
– Modo Snow, concebido para melhorar a tração e a estabilidade em superfícies escorregadias como a neve, lama ou gelo.

Depois do recém-lançado Dolphin, o novo BYD é o segundo modelo da marca no Brasil da série “BYD Ocean” a adotar a linguagem de desenho “Ocean Aesthetics”, apresentando uma aparência dinâmica, elegante e extremamente distinta.

O sedã foi criado pela equipe de desenho liderada pelo diretor global de design da BYD, Wolfgang Egger, e demonstra potência e esportividade com seu coeficiente de penetração aerodinâmica de apenas 0,219. A inspiração é clara: veio do Porsche Taycan. O seu desenho elegante buscou elementos na natureza e é chocante como se deve. A dianteira transmite a sensação de movimento, com um estilo “face em X” na perspectiva dinâmica. Traz o aspecto e a sensação de um automóvel esportivo, com as suas muitas curvas.

A lateral é suave e natural, com a frente baixa, coluna A inclinada, teto arredondado com contorno descendente, finalizado por uma forma de “rabo de pato” subtilmente virado para cima, o que realça a sua caraterística de cupê esportivo. Os puxadores das portas, integrados na carroceria e nivelados com a porta quando o veículo está em movimento, ajuda a permitir a passagem do fluxo de ar a alta velocidade, reduzindo assim a resistência ao vento e o consumo de energia do veículo.

Fora sua vocação esportiva, o Seal é também um sedã de quatro portas versátil, que acomoda confortavelmente cinco pessoas. A distância entre eixos de 2,92 metros proporciona aos ocupantes espaço para as pernas semelhante ao de um sedã executivo. Entretanto, devido à arquitetura CTB e ao acondicionamento compacto das baterias, os ocupantes dispõem de bastante espaço para a cabeça, apesar do perfil baixo do carro. As demais medidas são: 4,80 m (comprimento), 1,91 m (largura) e 1,59 m de altura.

O carácter prático reflete no porta-malas de 400 litros e numa “bagageiro” adicional sob o capô. Além disso, oferece mais de 20 espaços flexíveis de arrumação para pequenos objetos no seu interior. No console existe local de carregamento sem fios para dois smartphones. Há um bom espaço sob o apoio de braços central e existe um espaço de arrumação funcional semi-aberto sob o painel.

Os bancos dianteiros têm um estilo muito esportivo, macios e firmes, proporcionando um excelente envolvimento e apoio aos ocupantes. O banco do motorista é ajustável eletricamente em oito direções, enquanto o volante pode ser regulado em quatro posições. O banco do motorista conta ainda com apoio lombar em quatro posições, de regulagem elétrica. Os bancos traseiros proporcionam conforto para três adultos. ]Estes assentos e revestimentos foram concebidos ergonomicamente e otimizados, atenuando qualquer cansaço em viagens longas. Os ocupantes podem também contar com muita iluminação natural no interior, graças ao teto panorâmico de grandes dimensões. E para ainda mais conforto, as portas dianteiras estão equipadas com vidros laminados de dupla camada, para proporcionar melhor isolamento acústico e térmico. As portas traseiras tem oque a marca chama de “vidros de privacidade”, que proporcionam mais sombra e intimidade aos ocupantes traseiros.

A conectividade inteligente e o info-entretenimento de topo são outros elementos do Seal, que está equipado com um sistema de conectividade inteligente 4G, o qual proporciona experiências tecnológicas de vanguarda e atualizações “Over The Air” (OTA), como forma de manter sempre em dia as funcionalidades de multimídia. O SEAL tem uma tela central rotativo de 15,6 polegadas, equipada com função de controle de voz BYD inteligente, que pode ser ativada com o comando de voz “Hey BYD”, e integração de smartphones por meio de do Android Auto ou Apple CarPlay. Também possui o painel de instrumentos digital, completo, de 10,25”. O sistema de som também impressiona, com 12 alto-falantes; trata-se do impecável “Performance Audio System”, da Dynaudio.

Em termos de segurança e sistemas avançados de assistência ao motorista (ADAS), o Seal oferece uma vasta lista de funções de série. Estas incluem o Alerta de Colisão Frontal, Frenagem Automática de Emergência, Alerta de Colisão Traseira, Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro e Frenagem de Tráfego Cruzado Traseiro, Assistência à Manutenção na Faixa, Assistência à Mudança de Faixa e Manutenção de Emergência na Faixa de Rodagem. Dispõe ainda de “Cruise Control Adaptativo” e “Cruise Control Inteligente”, Câmera Panorâmica de 360º, Sistema de Detecção de Ponto-Cego, Controle Eletrônico de Estabilidade (ESP), Controle de Tração, Controle de Descida de Declives, Retenção Automática do Veículo, Informação Inteligente dos Limites de Velocidade e Controle Inteligente dos Limites de Velocidade. A tecnologia de iluminação proporciona um facho de luz mais amplo, para ajudar a visibilidade durante a condução noturna, com assistência de faróis altos, faróis adaptativos e “Follow Me Home” de série.

CONCLUSÃO

A BYD é uma grata surpresa no mundo do automóvel, O Seal é o quinto produto eletrificado da marca lançado n o Brasil (depois do Tan, Han, Song Plus e Dolphin). Os carros chineses, até pouco tempo, eram motivo de desconfiança e chacota. A má notícia para as marcas tradicionais é que eles aprenderam a fazer carros, e de maneira impressionante. O que você compra hoje com 500 cv no mercado brasileiro, com tanta tecnologia, luxo e qualidade por R$ 296.800? Nada. Isso deixa claro que muitas marcas ganharam dinheiro a rodo no Brasil vendendo produtos superados, impondo aos compradores carrinhos 1.0 e, no máximo, tecnologia de motores flex. Muito pouco, e agora a história é outra.

Além do preço surpreendentemente baixo para o que oferece -mesmo sendo importado- a BYD oferece oito anos ou 200 mil km rodados de garantia e cinco anos de revisões grátis (uma a cada 20 mil km). É para matar seu cunhado de raiva!


Compartilhe!
1716897735