Tecnologia

Cinco motivos para você amar a Tesla

Compartilhe!

A Testa é praticamente desconhecida por aqui. Apesar de ser a marca de maior destaque e valor no mundo, não atua oficialmente no Brasil, para sorte da nossa combalida indústria automotiva. Mas não é possível ignorar a Tesla. A marca fez inúmeras descobertas na indústria dos veículos elétricos. Embora não tenha sido a primeira empresa a fazer um carro totalmente elétrico (o primeiro carro elétrico foi feito em 1890), foi a primeira a comercializar com enorme sucesso no mercado. Hoje, a Tesla é uma das marcas automóveis mais valiosas do mundo e tem vários fatores que as pessoas admiram.

AUTO&TÉCNICA traz cinco motivos para que você possa olhar a Tesla com outros olhos.

da Redação





1. A Tesla mudou a indústria dos veículos elétricos

Os veículos elétricos já existem há mais de 100 anos, portanto muito tempo antes da Tesla ter sido fundada. De fato, os carros elétricos chegaram no final dos anos 1800, meados do século 20, com cerca de um terço de todos os carros nas ruas funcionando com eletricidade.

No entanto, o nascimento do Ford Modelo T e a descoberta de petróleo no Texas mataram a indústria dos carros elétricos. Só em 2012, quando a Tesla Motors começou a produzir o Model S, é que os carros elétricos voltaram a ganhar popularidade no mundo e nos mercados de países mais desenvolvidos, o que deixou o Brasil de fora.

Havia outros carros elétricos mais acessíveis, como o Chevrolet Bolt e o sem graça Nissan Leaf. No entanto, devido à sua enorme linha, o Tesla Model 3 venceu estes elétricos mais baratos em espaço de mercado.

Model 3

Devido às brilhantes soluções e popularidade da Tesla, muitos outros fabricantes de automóveis seguiram rapidamente os seus passos e investiram nos seus próprios programas de carros elétricos.

Hoje em dia, encontramos vários modelos elétricos das principais marcas que, mas há apenas uma década, não tinham nenhum veículo elétrico nos seus portfólios. Ou seja, todos tiveram que correr atrás da Tesla

2. Características da Tesla agradam em cheio a “geração da Internet”

Uma das coisas que a Tesla fez bem foi vender seus carros na época certa. É o famoso “carro certo, na hora certa”… Enquanto o Roadster foi lançado em 2008, a sua oferta mais importante, o Model 3, foi lançada em 2017. A propósito, 2017 é também quando muitos jovens dos anos 1990 tinham entre 25 e 35 anos – a idade “nobre” para comprar o primeiro carro.

Como esta geração cresceu junto com o nascimento da Internet, muitos já estão interessados em experimentar novas tecnologias. Por isso, características como o “Sentry Mode” e o piloto automático são um sucesso entre os seus compradores.

3. A potência do Model S atra os entusiastas dos carros esportivos

Embora se possa pensar que a Tesla atrairia apenas os entusiastas da tecnologia e seria evitado pelos amantes de automóveis, provavelmente você ficará surpreso por isto não ser verdade. O Tesla Model S é um dos carros de produção mais potentes que se pode comprar hoje em dia, com a sua ficha técnica indicando 1.020 cv de potência.

Isto significa que o Model S Plaid pode ir de zero a 100 km/h em menos de dois segundos, e atingir a velocidade máxima de 322 km/h. E ainda se consegue a autonomia -fantástica- de 600 km.

O melhor de tudo é que se consegue tudo isso a cerca de US$ 130 mil. Embora não seja exatamente acessível, será difícil encontrar outro veículo que se aproxime deste desempenho a este preço (o famoso custo/benefício). Outras opções, como o Porsche Taycan ou Ferrari, não podem vencer o Model S Plaid em termos de desempenho. Ou, se quiser um carro que forneça esse tipo de potência, terá de entrar no território dos supercarros e gastar muito mais.

Tesla Model S Nürburgring Porsche elétricos

4. Elon Musk, o polêmico gênio

Amando ou odiando Elon Musk, é necessário reconhecer que a sua visão de futuro tornou possível que a Tesla fosse a empresa que é hoje. Embora tenha sido fundada em 2003 por Martin Eberhard e Marc Tarpenning, Musk apostou muito nela, deixando US$ 6,5 milhões nos cofres da empresa em fevereiro de 2004 durante o seu financiamento da Série A.

Embora Elon Musk tenha momentos malucos, como tweetar sobre a compra do Manchester United ou da Coca Cola, a sua contribuição para a ciência e engenharia não pode ser desprezada. Ele até colocou um Testa viajando pelo espaço…

5. A Tesla representa o futuro da mobilidade e muito mais

Embora a Tesla seja conhecida principalmente por tornar os carros elétricos populares (não em termos de preço, ainda), a marca não para por aí. Tem outras inovações ligadas às tecnologias de veículos e baterias.

Por exemplo, a Tesla está a trabalhar pesado para melhorar a sua tecnologia de piloto automático, esperando ser a primeira empresa automotiva a introduzir todas as capacidades da funcionalidade.

Além disso, a Tesla está também pesquisando inovações em matéria de baterias e outras tecnologias, como a “Power Wall” e a “Solar Roof”, para ajudar a reduzir a dependência das pessoas em geral de energia não-renovável.

Não existe uma empresa perfeita, e pode dizer-se que a Tesla e Elon Musk deram alguns passos errados. Mas mesmo assim, fizeram avanços na tecnologia que podem indiscutivelmente fazer do nosso mundo um lugar melhor. Simplesmente revolucionaram a acomodada indústria automotiva mundial.


Compartilhe!
1716693357