Classic CarsSlide

Wienermobile, o carro-salsicha que fez história

Compartilhe!

Você sabe o que é o “Wienermobile”? Trata-se de uma frota de veículos motorizados em forma de cachorro-quente, usada para promover e anunciar os produtos da Oscar Mayer nos Estados Unidos, célebre por suas salsichas. O primeiro Wienermobile foi criado pelo sobrinho de Oscar Mayer, Carl G. Mayer, em 1936. Saiu da oficina da General Body Company, em Chicago e custou a fortuna (na época) de US$ 5000.Uma estratégia de marketing bastante simplória, mas que deu muito certo.

por Ricardo Caruso

O Wienermobile evoluiu do veículo original de Carl Mayer de 1936 para os veículos vistos nas ruas americanas ainda hoje. Embora o primeiro Wienermobile tenha sido sucateado e encerrado sua vida num ferro-velho na década de 1940 para ajudar o Exército dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, Oscar Mayer e a Gerstenslager Company criaram vários novos veículos usando chassi Dodge e até um chassi de Jeep Willys nos anos 1950.Tão marcante ara a cultura americana, que um desses modelos está em exposição no Museu Henry Ford em Dearborn, Michigan. Esses Wienermobile foram pilotados pelo personagem “Little Oscar” (interpretado por George Molchan), que visitava lojas, escolas, orfanatos e hospitais infantis e participava de desfiles e festivais. 

Em 1969, um novo Wienermobile foi construído sobre um chassi de motor home Chevrolet, e ostentava lanternas traseiras Ford Thunderbird. O veículo de 1969 foi o primeiro Wienermobile a viajar para fora dos Estados Unidos.  Em 1976, a Plastic Products construiu um modelo de fibra de vidro e isopor, novamente sobre um chassi de motor home Chevrolet. Em 1988, a Oscar Mayer encomendou uma frota de seis Wienermobile, montados pelo famoso designer industrial Brooks Stevens, desta vez usando chassis de vans Chevrolet convertidos. E aproveitou para lançar o programa “Hotdogger”, no qual jovens recém-formados eram contratados para dirigir o Wienermobile em diferentes partes do país e no Exterior.

Carroceria redesenhada nos anos 1940.

Para 1995, uma nova versão aumentou o tamanho do Wienermobile para 8,2 metros de comprimento e uma altura de 3,4 m. Esta versão também incluía as grandes janelas atualizadas, que agora podiam abrir para facilitar a vida do motorista, conforme projetado por Sheldon Theis. Em 2004, o Wienermobile incluiu um sistema de GPS acionado por voz, uma central de áudio com microfone sem fio, buzina que tocava o jingle “Wiener” em 21 gêneros diferentes, de cajun a rap, de rock a bossa vova). Chegou às ruas com lanternas traseiras Pontiac Firebird de quarta geração. 

Carroceria Gerstenslager (1952)

Após problemas mecânicos com uma plataforma de Isuzu Elf, a Oscar Mayer decidiu adotar um chassi maior, para acomodar um aumento no tamanho da salsicha. Embora o Wienermobile não fosse tão longo quanto a versão de 1995, era consideravelmente mais largo e mais alto. As empresas que desenvolveram o modelo tiveram que fazer inúmeras revisões no caminhão, incluindo um eixo invertido e um kit de nivelamento de altura. Esta versão acumulou um indesejável recorde de problemas de suspensão, a maioria por conta de o chassi não ser capaz de suportar o grande peso da enorme salsicha. 

1958: o modelo Brooks Stevens

No ano de 2004, a Oscar Mayer anunciou um concurso, onde os clientes poderiam ganhar o direito de usar o Wienermobile por um dia. Em um mês, o concurso gerou mais de 15 mil inscrições. Treze anos depois, em junho de 2017, a empresa apresentou vários novos veículos temáticos de cachorro-quente, incluindo o WienerCycle, WienerRover e WienerDrone. 

1988: a versão da Stevens Corporation Automotive.

Em maio deste ano, a empresa divulgou que estava rebatizando o Weinermobile para Frankmobile (abaixo), para promover uma nova receita para seu produtos a base de carne bovina. Mas deixou claro que a mudança de nome não seria permanente.

Em 2023, rebatizado de maneira provisória.

O WIENERMOBILE EM 10 CURIOSIDADES

1. O Wienermobile começou como um “submarino” terrestre.

O Wienermobile 1936 original, que encerrou sua vida num ferro-velho.

Em 1936, Carl Mayer, sobrinho do cachorro-quente Oscar Mayer, sugeriu uma ideia de marketing para seu tio: construir um cachorro-quente móvel de 13 metros de comprimento e passear pela área de Chicago distribuindo seus “hot dogs” para pedestres atordoados. Construído a partir de um chassi de metal, o veículo era operado por Carl, que geralmente podia ser visto com seu tronco saindo para fora da cabine (acima).

2. O Wienermobile já foi dirigido por “Pequeno Oscar”.

Ao longo das décadas de 1930 a 1950, Oscar Mayer recrutou várias pessoas de baixa estatura para encarnar o “Little Oscar”, o mascote da empresa, ostentando um chapéu de chef. “Little Oscar” logo assumiu as funções de motorista do Wienermobile, acenando para multidões e distribuindo apitos que as crianças podiam usar para alertar outras crianças sobre a presença do carro em seu bairro. O ator George Molchan interpretou o personagem de 1951 a 1987.

3. O Wienermobile desapareceu durante décadas.

Enquanto os novos automóveis eram a febre por volta da Segunda Guerra Mundial, Oscar Mayer viu o interesse no seus modelos diminuir nas décadas de 1960 e 1970, à medida que as ideias antigas deram lugar a campanhas publicitárias mais contemporâneas. Mas quando a empresa colocou um Wienermobile de volta nas ruas para celebrar seus 50 anos, em para 1986, descobriu toda uma geração de consumidores que estavam nostálgicos e sentindo saudades do carro-salsicha do carro. Por isso a empresa encomendou seis novos modelos em 1988.

4. Os motoristas da Wienermobile treinam no Hot Dog High.

Desde que ressuscitou a tradicional campanha de marketing, a Oscar Mayer treinou aspirantes a motoristas de Wienermobile no “Hot Dog High”, em Madison, Wisconsin. A empresa recebeu cerca de 1500 inscrições para as 12 vagas disponíveis anualmente, geralmente de universitários que procuvam uma experiência de viagem de carro pelo país. Os selecionados para o serviço recebiam 40 horas de instrução e eram designados para regiões diferentes dos Estados Unidos. E a empresa rastreia suas rotas com um GPS.

5. Os passageiros da Wienermobile andam “shotbun”.

Os motoristas Wienermobile —também conhecidos como “Hotdoggers”– normalmente andam em duplas, com o motorista de olho na estrada e o passageiro reconhecendo e acenando para os transeuntes que querem interagir com o veículo. Isso é conhecido como “shotbun” e os cumprimentos são obrigatórios. Alguns ocupantes relataram que, mesmo depois de saírem de folga, continuam acenando para outros motoristas por hábito.

6. O delicioso interior Wienermobile.

Os fãs de Wienermobile que são convidados a embarcar –e prometem apertar seus “cintos de carne” antes de entrar em movimento– são brindados com uma rara espiada dentro do interior do veículo. Estofados cor de ketchup e mostarda embalam os seis assentos, com “manchas” de condimento pontilhando o chão. Para os desfiles, os ocupantes podem acenar do “bunroof”. R para encerrar, dois “cachorros-quentes” estão sobre o painel.

7. O Wienermobile que caiu em uma casa.

Embora possa ser desafiador dirigir um enorme cachorro-quente, a maioria dos Wienermobile registram milhares e mulhares de quilômetros sem incidentes. Uma rara exceção: um acidente em 2009 perto de Milwaukee, Wisconsin, quando um motorista tentou retirar o veículo de uma garagem residencial, pensou que tinha engatado a ré, mas foi para a frente e invadiu uma casa desocupada.

8. Al Unser Jr. pilotou o Wienermobile em Indianapolis.

Embora se pudesse esperar que o Wienermobile tivesse o manuseio de um trailer em forma de tubo, alguns modelos foram surpreendentemente ágeis. O piloto Al Unser Jr. foi para o Indianapolis Motor Speedway em 1988 e o guiou o carro na pista por voltas. A salsichaO cão atingiu impressionantes 150 km/h.

9. Há uma versão do Wienermobile chamada “Wienie-Bago”.

O público do “Super Bowl” que não conseguiu um quarto de hotel em San Francisco para a edição do evento de 2016 (entre Panthers e Broncos) teve uma ajuda solução à base de carne suína: a Oscar Mayer leiloou duas noites em seu Wienie-Bago, um trailer que acomodava quatro ocupantes. Curiosidade? Se você estiver em Chicago, pode alugar um Wienermobile que acomoda dois por cerca de US$ 150 a noite. Uma cama, área para refeições ao ar livre e geladeira abastecida com cachorros-quentes estão incluídas.

10. Você pode comprar uma miniatura Wienermobile.

Há algum tempo, a Hot Wheels comercializou miniaturas do Wienermobile, que custavam cerca de US$ 1. Mas nem tudo sempre foi assim fácil. Em 2015, a Oscar Mayer lançou uma edição limitada e uma versão rádio-controlada (R/C) do Wienermobile. O cachorro-quente de meio metro 22,5 de comprimento fez os colecionadores se estapearem, pois a empresa liberou apenas 20 exemplares para compra de cada vez. O R/C é capaz de acomodar dois cachorros-quentes para transporte em mesas de piquenique. Tudo esgotou rapidamente e, meses depois, a empresa lançou um mini R/C, que custava US$ 25 e também sumiu do mapa..

11. O Mini-Wienermobile

2008 - O MINI

Há muitos lugares que você não pode ir quando estiver dirigindo um carro com um cachorro-quente de 8 metros no teto. Para resolver isso, a Prototype Source desenvolveu em 2008 este Wienermobile de 4,5 metros a partir de um Mini Cooper S com motor 1.6.

Infelizmente, usar como base um Mini Cooper para trabalhar como Weinermobile não deu certo. Este projeto único foi feito para comemorar o 125º aniversário de Oscar Mayer. Medindo menos de 5 metros, 2,4 metros de altura e pesando 1.600 kg, tinha menos da metade do tamanho do resto da frota.


Compartilhe!
1718971068