Classic Cars

B32: quando a Porsche fabricou a Kombi…

Compartilhe!

Parece um Volkswagen Transporter T3 normal, evolução da Kombi que conhecemos aqui no Brasil. É a terceira geração do modelo, fabricada na Alemanha, Áustria e África do Sul entre maio de 1979 e junho de 2002. Mas neste caso em especial, trata-se do Porsche B32. Estima-se que só haja sete unidades no mundo, e uma delas está à venda.

por Ricardo Caruso

Basicamente igual a qualquer Transporter T3, a Porsche B32 é o resultado de uma dificuldade muitas vezes enfrentada pelas equipas de competição: ter veículos de apoio rápidos o suficiente para acompanhar a rotina e dia a dia das corridas.

Assim, em 1985, a Porsche precisava de um carro de apoio rápido o suficiente para transportar peças dos Porsche 959 com que disputou o Rally Paris-Dakar daquele ano. Uma vez que nenhuma marca fabricava uma wagon que atendesse a essa necessidade, a Porsche colocou em ação sua engenharia e criou um veículo que estivesse à altura das necessidades.

O resultado deste projeto foi a Volkswagen Transporter T3 B32, também conhecida como Porsche B32. Baseada na “Kombi” alemã, a B32 era mais do que um simples engine swap, contando com um VIN (número de identificação) da Porsche e sendo registrada nos seus documentos como um modelo da Porsche! Sim, no certificado de propriedade consta Porsche, e não Volkswagen.

No coração deste modelo encontramos o motor flat-six do Porsche 911 3.2 Carrera, acoplado a uma caixa de câmbio também Porsche. Com 231 cv, este motor leva a Porsche B32 até os 185 km/h de velocidade máxima.

Para lidar com este desempenho inimaginável no VW, a B32 recebeu um novo acerto de suspensão e freios melhores do que aqueles que equipavam de série as VW Transporter T3. Além das alterações mecânicas, a B32 também conta com um visual diferente. No exterior destacam-se o spoiler dianteiro e a saia traseira (que lembra a da Brasília, para esconder o escapamento), rodas Fuchs aro 16, saída de escapamento de maiores dimensões e novas entradas de ar para arrefecer o motor. 

Já no interior são os revestimentos em couro, os instrumentos extras e, acima de tudo, o símbolo da Porsche no volante que chamam atenção.

No total estima-se que tenham sido produzidas sete unidades deste Porsche. Por essa razão, não nos surpreende o valor pedido por uma unidade da B32 colocada à venda pelo Porsche Classic Center de Gelderland, na Holanda. São US$ 365 mil, valor muito superior aos US$ 290 mil que custa um Porsche 911 GT3 RS novo!

Quanto a esta unidade anunciada, foi produzida em 1985, mas só em julho de 1988 é que foi licenciada. Aparenta estar em bom estado geral e soma 130.770 quilómetros rodados.


Compartilhe!
1714056353