CarrosSlide

Evolução: como está o novo Renault Clio

Compartilhe!

Lembra do Renault Clio? Pois a quinta geração -que está sendo apresentada numa reformulação de meia vida- surpreende de maneira positiva. O Clio foi apresentado no Brasil em 1996, importado da Argentina, onde a marca tinha um forte participação no mercado. Esta primeira geração do modelo foi lançada em 1990 e se manteve em produção até 2001, quando ainda era fabricada na Colômbia; não cativou muito os consumidores brasileiros, mas tinha lá suas qualidades.

por Ricardo Caruso

Com a inauguração da fábrica da Renault em São José dos Pinhais (PR) em 1999, a Renault começou a produzir a minivan Scénic, e apresentou a segunda geração do Clio, que agradou mais o mercado e durou até 2017, substituído pelo Kwid.

De lá para cá, o carro evoluiu, se tornou produto de Primeiro Mundo e seguiu novos (e mais sofisticados) caminhos. E assim desapareceu do Brasil. Agora a marca francesa apresentou uma atualização do Renault Clio, em quinta geração, que se reinventou de forma surpreendente e se torna um bom exemplo dos novos tempos da Renault na Europa. Com o seu novo estilo, de mais personalidade e visual elegante, e interior moderno e requintado, deu início da um novo ciclo, trazendo a primeira interpretação da nova linguagem de desenho da marca.

Ele é o carro mais importante da marca francesa, e desde 1990 que já foram comercializadas mais de 16 milhões de unidades. A atual geração foi lançada em 2019 e recebe agora uma importante renovação, que traz não só novidades tecnológicas, como também a nova “cara” dos próximos carros da Renault.

Como podemos observar pelas fotos, o modelo estreia com uma nova frente, que destaca a assinatura de luz completamente redesenhada e diferente, e linhas mais definidas, que dão ao modelo um impacto diferente. A grade mais larga dá a sensação de maior robustez e esportividade. O efeito gradiente, que varia do escuro junto ao logotipo a mais claro nas extremidades, adiciona sensação de profundidade.

Renault Clio

Nas versões “Techno” e “Esprit Alpine”, a parte inferior da frente apresenta uma espécie de spoiler aerodinâmico, diretamente inspirado das pistas. Suas linhas bem desenhadas sugerem dinamismo. É pintado na mesma cor da carroceria no acabamento “Techno” e em cinza fosco no “Esprit Alpine”, este com toques da Renault Sport.

Para destacar ainda mais a importância desse modelo dentro da marca, o renovado Clio será o primeiro veículo de produção da Renault a incorporar esta nova identidade visual, inspirada no novo logotipo, com luzes diurnas verticais de LED na forma de meio diamante.

Como padrão, o modelo é equipado com faróis de LED que agora são mais compactos e incorporam até cinco módulos de luzes de alta tecnologia (em comparação com os três módulos anteriores).

O para-choque traseiro também foi renovado, acentuado por aletas aerodinâmicas que alargam visualmente a traseira e realçam o caráter mais esportivo do modelo. A parte inferior da carroceria é pintada de preto fosco na versão de acesso, preto brilhante na versão “Techno” e em cinza fosco no “Esprit Alpine”. As lanternas traseiras foram modernizadas e agora incorporam lentes mais transparentes (abaixo).

O novo Clio está disponível em sete cores de carroceria: branco glaciar, preto brilhante, cinzento ardósia, azul relâmpago, vermelho desejo, laranja valência e um novo cinza zinco, que apresenta aparência opaca e efeito perolizado quando visto de perto.

O novo Renaul Clio tem rodas de 16 ou 17 polegadas, dependendo da versão escolhida: ‘Techno’ e ‘Esprit Alpine'”.

Todas essas mudanças não alteram as proporções do Clio renovado, que mantém dimensões praticamente idênticas às da versão anterior. Mede 4.053 mm de comprimento, 1.988 mm de largura e 1.439 mm de altura.

O renovado Renault Clio usa de materiais mais duráveis e de maior qualidade, segundo a marca. Na versão “Techno”, os bancos, painéis das portas e painel de instrumentos utilizam um tecido sustentável feito de 60% de fibras vegetais produzidas a partir de celulose de madeira, batizado de TENCEL pelo seu fabricante austríaco Lenzing. Outro detalhe importante é que nada de couro animal é usado.

O painel foi atualizado com uma nova tela digital central, sem moldura, com 7 a 10 polegadas, dependendo do nível de acabamento. O novo Clio torna a vida a bordo ainda mais fácil, otimizando certas tecnologias. O sistema multimídia “Renault Easy Link”, combinado com as 20 ajudas de condução disponíveis, distribuídos pela condução, estacionamento e segurança.

.

Dependendo dos acabamentos, encontramos um painel de instrumentos digital de 7 ou 9,3 polegadas (acima). Este último incorpora uma réplica do sistema de navegação e oferece configurações personalizadas de acordo com os diferentes modos de condução e configurações multi-sentido. O “Renault Easy Link” está disponível em duas versões, agora são compatíveis sem fio com Android Auto e Apple CarPlay.

O novo Clio oferece uma série de motores, encabeçados pelo motor E-Tech híbrido completo de 145 cv. O resto dos motores disponíveis –gasolina, diesel e GLP– oferecem uma ampla gama de potências.

MOTORIZAÇÃO

A tecnologia híbrida E-Tech combina dois motores elétricos (um de 36 kW e um HSG –High-Voltage Starter Generator– de 18 kW) e um motor a gasolina de quatro cilindros 1.6 de 94 cv, com uma caixa de câmbio sem embreagem e bateria de 1,2 kWh. O câmbio tem quatro velocidades para o motor a gasolina e duas velocidades para o motor elétrico principal.

O motor TCe 100 LPG é composto por um motor turbo de três cilindros. Graças ao seu sistema duplo, de gasolina e GLP, melhora o desempenho ao mesmo tempo que reduz o consumo e as emissões de CO2. Este motor oferece bom nível de desempenho, incluindo torque máximo de 17 mkgf a partir das 2.000 rpm, o que permite utilização bastante versátil. Com seus dois tanques independentes cheios, o veículo tem autonomia combinado de mais de 1.000 km.

Já o TCe 90 tem um motor a gasolina turbo de 3 cilindros de 90 cv e 16 mkgf de torque máximo, com uma caixa de câmbio manual de 6 velocidades. A marca também oferece o Blue dCi 100, com motor de 100 cv e 26 mkgf. Equipado com câmbio manual de 6 velocidades, o modelo é especialmente eficiente nas estradas.


Compartilhe!
1716198379