VW passa a Toyota, e é a maior do mundo

Durou quatro anos. A Toyota perdeu o título de maior fabricante de automóveis do mundo para o Grupo Volkswagen, por conta das vendas baixas do Camry nos Estados Unidos e do ritmo de vendas mais lento do que o previsto verificado no mercado chinês.

VW-Group-brands-1

De acordo com os dados divulgados pela empresa japonesa, em 2016, as vendas globais da Toyota -incluindo as suas marcas Lexus, Daihatsu e Hino- subiram 0,2%, indo para 10,2 milhões de veículos. Números abaixo do recorde de 10,3 milhões de veículos vendidos pelo Grupo VW (crescimento de 3,8%).

A Toyota pode ter perdido para a rival europeia em número de unidades vendidas, mas em termos de lucros, só nos primeiros seis meses de 2016 foi mais do que o dobro do conseguido pela Volkswagen (nenhuma das duas divulgou os lucros relativos ao último trimestre de 2016).

Os números de vendas da Toyota e Volkswagen são explicados por meio dos seus dois principais mercados estrangeiros: Estados Unidos e China. Enquanto a empresa japonesa foi prejudicada pela ampla desaceleração das vendas nos Estados Unidos, a Volkswagen se beneficiou do crescimento na China (devido a um corte de impostos que promoveu uma maior procura por parte dos consumidores a partir de 2015).

Mas o futuro não se anuncia tão sorridente para nenhuma das duas empresas: a Toyota terá que enfrentar o novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que pressiona as construtoras estrangeiras a produzirem naquele país (a Toyota tem quatro fábricas nos Estados Unidos mas importa muitos carros), enquanto a Volkswagen terá que enfrentar  a desaceleração da procura na China.

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO