Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

NO GUINNESS: CARRO MOVIDO A CAFÉ CHEGA AOS 110 KM/H

Compartilhe!

Uma rápida consulta ao “Guinness, O Livro dos Recordes”, traz informações curiosas. Por exemplo: um inglês entrou para o Guinness com um recorde de velocidade estabelecido pela sua pickup Ford P100 alimentada por… resíduos de café.

coffee-car-660-300x168

Martin Bacon, de 42 anos, conseguiu inscrever o seu nome no prestigiado livro, ao chegar a 110 km/h com a sua pickup Ford P100 (equivalente à Ford Courier nacional). O modelo consumiu quase uma década de trabalhos para que conseguisse se mover usando, como combustível, resíduos de café. O carro foi acelerado numa pista de aeroporto da Inglaterra, e chegou aos 110 km/h. Pouco para um carro normal, mas bastante para a pickup 1989 que foi adaptada.

O “Coffee Car”, como ficou conhecido, aquece o material orgânico num forno a carvão, transformando-o em monóxido de carbono e hidrogênio, que é então arrefecido, filtrado e levado para queima no motor por meio de um tubo.

Outra novidade sobre o uso do café-combustível é que o motor não precisa dos grãos para funcionar, apenas as cascas. Com isso seria possível, por exemplo, utilizar as sobras das produtoras de café.

Mas o problema para isso chegar ao mercado e se tornar comercialmente viável é o tamanho do sistema, alto e pesado, que ocupou toda a caçamba da pickup média.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español