Classic CarsSlide

O recriado protótipo do Plymouth GTX 1972

Compartilhe!

O protótipo do Plymouth GTX 1972 foi destruído pela Chrysler, mas com algum esforço acabou recriado em 2009. O Plymouth GTX foi um muscle car produzido pela extinta marca americana -que pertencia ao Grupo Chrysler- de 1967 a 1971, sempre equipados com motores enormes, entre eles os lendários RB 7.2V8 (440) e o Hemi 7.0V8 (426). As duas primeiras gerações tinham por base o Plymouth Belvedere. Em 1971, aparece a terceira e última geração do GTX, vendida somente durante um ano. Esta geração já tinha por base o Plymouth Road Runner, com um desenho bastante diferente dos modelos anteriores. Em nível dos motores, estes eram os mesmos das gerações anteriores o RB 440 de 7,2 litros de cilindrada com carburador de quadrijet e 370cv, o 440 “Six-Pack”, com três carburadores bijet e 385cv ou o 426 Hemi de 7,0 litros de cilindrada e 425cv.

por Ricardo Caruso


No entanto, o mercado dos muscle cars estava em queda e esta última geração vendeu menos de três mil unidades, e apenas 30 carros com motores Hemi, o que fez com que a Chrysler encerrasse a produção do modelo, mesmo que a atualização para a linha 1972 já estivesse numa fase avançada de desenvolvimento, desenhada por John Herlitz. De 1972 a 1974 a designação GTX passou a ser ostentada pelo modelo Road Runner, quando equipado com o motor 440V8.


Isto não fez com que os entusiastas Gary e Pam Beineke cruzassem os braços, e produziram aquilo que seria o Plymouth GTX de 1972, graças ao acesso aos arquivos da Chrysler, onde puderam ver os desenhos e fotografias do protótipo construído na época, modelo que posteriormente foi escrapeado. Aliás, o verbo escrapear causa calafrios e pesadelos nos apaixonados por automóveis, pois significa transformar um carro em sucata, matéria-prima para a produção de arruelas e arame farpado…


A recriação deste protótipo teve por base um Plymouth Road Runner de 1971, e muitos dos detalhes para o transformar no protótipo do GTX de 1972 foram indicados pelo próprio John Herlitz, quando contactado pelo casal Beineke.

O trabalho foi terminado em 2009 e incluiu muitos elementos únicos do protótipo, como os emblemas, o painel de instrumentos Astrotone e as lanternas traseiros.

O trabalho foi perfeito. A mover este GTX único foi usado um motor 440V8 Six Pack, acoplado a uma caixa de câmbio manual Tremec de cinco marchas, e um diferencial autoblocante Dana 4.10 Sure Grip.


No dia 18 de maio passado, a recriação foi levada a leilão, por meio de um evento organizado pela Mecum em Indianapolis, sendo vendido por US$ 82.500 dólares, algo em torno de R$ 400 mil.


Compartilhe!
1701770120