O Toyota Corolla NÃO foi o carro mais vendido do mundo no ano passado

Compartilhe!

Nos últimos anos, o Toyota Corolla costuma ser o carro mais vendido do mundo, mas em 2021 isso não aconteceu. Ele foi sumariamente destronado e perdeu a posição para outro… Toyota. Isso mesmo.

por Marcos Cesar Silva

A resposta à pergunta sobre qual é o carro mais vendido do mundo tem sido, ano após ano, uma só: o Toyota Corolla. O sedã japonês tem vendido sempre bem, ao ritmo de mais de um milhão de unidades por ano, permitindo-lhe manter o alto do pódio. Mas em 2021, apesar de ter vendido tanto quanto vendeu em 2020 —ou seja, mais de 1,1 milhões de unidades— não foi suficiente para o Corolla manter seu status, sendo derrotado por outro Toyota por apenas 28.000 unidades: o RAV4.

O Toyota RAV4 assume assim, para surpresa geral, a posição de carro mais vendido do mundo em 2021, ao mesmo tempo que repete o título de SUV mais vendido do planeta conquistado em 2020, tendo superado a marca das 1,1 milhões de unidades.

Este foi o Top 10 mundial em 2021:

  • Toyota RAV4 — 1.132.000 (+6% do que em 2020);
  • Toyota Corolla — 1.104.000 (0%);
  • Honda CR-V — 903.000 (+3%);
  • Nissan Sentra — 693.000 (+1%);
  • Toyota Camry — 681 000 (+8%);
  • Honda HR-V — 670.000 (+20%);
  • Ford F-150 — 562.000 (-8%);
  • Toyota Hilux — 549.000 (+22%);
  • Tesla Model 3 — 508.000 (+40%);
  • Honda Accord — 481.000 (-2%);

Os anos de 2020 e 2021 foram marcados por complicações substanciais na indústria automotiva em nível da produção e comercialização — primeiro pela pandemia e logo de seguida pela falta de semicondutores e, terceiro, pelo redirecionamento na indústria para os modelos eletrificados

Toda as marcas foram afetadas, uns mais outros menos, mas isso não justifica mas ajuda a explicar o desempenho de alguns modelos, como os próximos exemplos.

Além de termos tido em 2021 um novo modelo como carro mais vendido do mundo, fora da lista dos 10 mais vendidos é fácil notar a queda substancial de vendas do Volkswagen Golf (268 mil unidades, menos 31% em relação a 2020), desabando da 18.ª posição para a 49.ª; ou a saída do Honda Civic do Top 10 (ficou em 11.º, mas tinha sido 8.º em 2020), que apesar de ter vendido 467 mil unidades, comercializou menos 14% do que no ano anterior.

Sobre este Top 10, há ainda a destacar a estreia da Tesla com o Model 3, no 9.º lugar. Tem sido comum ver a Tesla bater recordes de produção todos os trimestres, de forma contínua nos últimos anos, e 2021 não foi exceção. O resultado está aí, com o Model 3 ultrapassando a marca de meio milhão de unidades vendidas, sendo também o automóvel elétrico mais vendido do mundo.

A maior ameaça ao Model 3 para se manter neste Top 10 chama-se Tesla Model Y. Em 2021, vendeu 392 mil unidades (19.º modelo mais vendido do mundo e o 2.º elétrico), mas com a abertura das novas fábricas —em Berlim e no Texas—, deverá ultrapassar o Model 3 em 2022.

Também é importante destacar o desempenho acanhado da Ford F-150. A picape norte-americana encontra-se habitualmente entre os três modelos mais vendidos do mundo, mas a JATO (que fez esse levantamento) separou os números da F-Series por versão: F-150, F-250, F-350. Caso considerasse apenas a linha F-Series, a sua posição neste Top 10 subiria de 7.º para 4.º modelo mais vendido, com mais de 730 mil unidades acumuladas.

O mesmo se pode dizer das outras duas outras picapes grandes norte-americanas, a Ram —o modelo mais vendido da Stellantis e com enorme folga— e Chevrolet Silverado, que também conseguiriam um lugar entre os 10 mais vendidos caso não fossem separadas por versões, o que empurraria o Tesla Model 3 e o Honda Accord para fora a lista.

Como é possível constatar, entre os 10 carros mais vendidos do mundo em 2021 vemos modelos de marcas japonesas e norte-americanas. O primeiro modelo de uma marca de automóvel europeia surge apenas no 16.º lugar e é, curiosamente, um modelo “chinês”, o sedã Volkswagen Lavida, que acumulou 430 mil unidades.

Os números que mostramos nesta matéria foram reunidos pela JATO, correspondendo a 106 mercados, cerca de 99,3% do total mundial. Os mercados em falta que não foram pesquisados, são demasiado pequenos para influenciarem o posicionamento dos modelos na tabela. Também desta lista estão excluídos os veículos comerciais leves.


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español