CarrosSlide

VW mostra o ID.7, seu anti-Tesla que chega este ano

Compartilhe!

O próxima carro que a Volkswagen lançará no mercado do Primeiro Mundo será um sedã de quatro portas totalmente elétrico. O até agora conhecido como Volkswagen ID. Aero já tem um nome comercial e o CES – Consumer Electronics Show, em Las Vegas, foi o local escolhido pela montadora alemã para apresentar seu anti=-Tesla Model 3. Aqui está, ainda camuflado, o novo Volkswagen ID.7. Camuflado por fora, e sem disfarces por dentro.

por Ricardo Caruso

A versão de produção do conceito ID. Aero será lançada no segundo trimestre de 2023. Desenvolvido na plataforma MEB do Grupo, será feito na fábrica da Volkswagen em Emden para os mercados europeu e norte-americano, e depois será fabricado também na China. Como já dissemos antes, será o sucessor do Volkswagen Arteon. Não há nenhuma previsão de que chegue ao Brasil.

O sedã de quatro portas 100% elétrico chega com belo desenho, projeto bem cuidado e abandona o conceito de SUV ou o formato elevado do ID.3 e ID.4. Faz isso graças a uma nova filosofia, que a marca chamou de “Aerodinâmica e Amplitude”. Embora o ID. Aero siga as características de desenho da linha ID., este é um conceito muito diferente.

Em termos de visual, o Volkswagen ID.7 se assemelha muito ao conceito ID. Aero. Ele mantém sua silhueta simplificada, embora alguns detalhes tenham sido mudados para a produção. Estas mudanças incluem as unidades de iluminação LED mais simples, cobertura dos espelho maiores, para-choques ligeiramente redesenhados e rodas de liga-leve de menor diâmetro.

Graças à disposição da bateria de alta tensão –que ocupa pouco espaço no veículo– o modelo de quase cinco metros de comprimento oferece interior espaçoso com o jeitão de um sedã premium. Na cabine não há novidades. Destaque para a grande tela touchscreen de 15 polegadas, estilo tablet, para multimídia.

Essa tela é\ combinada com um pequeno grupo de instrumentos digitais e um Head-Up Display com realidade aumentada. Como grande notícia, enfim os controles deslizantes sob a tela que ajustam as funções de climatização e o volume do som agora estão iluminados. No entanto, o volante mantém os controles de toque que, segundo a Volkswagen, logo desaparecerão da marca.

A distância entre eixos é generosa, de 2.969 mm de comprimento. Isso ajuda a ter bom espaço interno.

O destaque do interior são as “Smart Air Vents” controladas digitalmente. Segundo a VW, o sistema reconhece o motorista pela chave e resfria ou aquece o interior antes dele acessar o veículo. O sistema de ar condicionado pode distribuir automaticamente o ar por grandes áreas ou direcionar o fluxo para os corpos dos passageiros. A Volkswagen explicou que o sistema é inteligente, e quando o motorista chega perto do carro, o ID.7 mede a temperatura externa e ajusta o ar-condicionado para resfriar ou esquentar antes mesmo o interior antes.

O ID.7 é baseado em uma arquitetura MEB+ atualizada para permitir tempos de carregamento mais longos e mais rápidos. Apesar de destacar bastante a tecnologia do modelo, a VW não comentou muito sobre a parte mecânica. O único dado divulgado é que terá em torno de 700 km de autonomia pelo ciclo europeu, o que é bastante. Para comparar, o ID.4 tem 500 km de autonomia usando uma bateria de 77 kWh. O que muda para o ID.7 é a aerodinâmica mais apurada, que deve ter Cx de aproximadamente 0,24 Cd, e também o uso de uma bateria maior.

 Como vimos antes, o VW ID.7 estará disponível em três continentes: Europa, Ásia (China) e América do Norte. Será o sexto modelo da linha ID e um dos 10 novos veículos elétricos que a Volkswagen lançará até 2026.


Compartilhe!
1721558936