Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Dieselgate: os problemas da Volkswagen só aumentam

Compartilhe!

Quando você imagina que o “Dieselgate” da Volkswagen arrefeceu, uma nova bomba surge a cada dia, num dramalhão que parece não ter fim. Está mais para novela mexicana do que para a imaginada austeridade alemã. A notícia do dia é que, em um entendimento que poderá trazer novos rumos para o caso Volkswagen, a União Europeia considerou que aquele grupo violou as leis de defesa dos consumidores em 20 países-membros, por conta de seu sistema de manipulação de emissões de poluentes, detectado no passado.

163137733-e1418154052288

A informação vem do jornal alemão “Die Welt”, que cita fontes daquele organismo europeu, explicando ainda que a empresa teria também cruzado o limite da lei que proíbe práticas comerciais abusivas, aplicadas em diversos países da União Europeia.

Ainda de acordo com as mesmas fontes do jornal alemão, a comissária para assuntos da Indústria Europeia, Elzbieta Bienkowska, teria apelado ao Grupo Volkswagen para que estendesse aos consumidores daquele continente a mesma compensação financeira que foi dada aos seus clientes da América do Norte, mas a falta de resposta nesse sentido deixou para os tribunais dos diversos países a determinação ou não de eventuais indenizações.

A questão das indenizações aos consumidores norte-americanos tem gerado alguma discussão na União Europeia, na medida em que os clientes europeus  -vítimas do mesmo golpe- não tiveram direito à decisão igual por parte da marca. Segundo se comenta, a diferença no tema das indenizações se deve ao fato de que as leis dos Estados Unidos são mais rígidas nesse sentido. e de que naquele país as soluções técnicas estavam demorando mais tempo a serem encontradas do que na Europa, onde os trabalhos de recall e reparos técnicos estão acontecendo desde janeiro.

Na Europa, muitas das associações de defesa dos consumidores têm apelado para que a mesma solução seja ali aplicada, com a secretária para os Consumidores, Vera Jourova, fazendo muita pressão para que isso aconteça. Nesse sentido, uma fonte da Comunidade Europeia é citada, por exemplo, pelo “Automotive News Europe”, garantindo que Jourova está reunindo informações a partir dos diferentes países da Europa e que irá se reunir em breve com representantes de associações de defesa dos consumidores de vários países daquele continente para traçar os novos rumos contra o Grupo VW.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español