Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

CHINA: IMPOSTOS PARA IMPORTADOS

Compartilhe!

flag_china_008.jpg.1000x297x1

Não é só no Brasil que o governo quer proteger a indústria local. A China, por exemplo,  quer instituir impostos mais altos sobre carros importados, especialmente aqueles com motores acima de 2.0 litros. Esta política pode prejudicar as marcas europeias que importam carros para a China, pois o mercado chinês é responsável por uma quantidade significativa das suas vendas.

As ameaças surgem pelo fato da União Europeia e  China enfrentarem-se numa guerra de impostos sobre produtos de cada um dos lados. Os europeus instituiram impostos mais elevados sobre os painéis solares chineses e a China respondeu com impostos sobre o vinho europeu.

O governo chinês afirma que os impostos mais elevados são uma resposta a queixas de que as marcas estrangeiras estão a vender carros com prejuízos para conquistarem uma quota do mercado chinês maior. No entanto, parece que a guerra de impostos também desempenha um papel crucial.

As marcas de automóveis de luxo alemãs são aquelas que mais podem vir a sofrer com o aumento de impostos porque os seus sedans têm sido incrivelmente populares na China. Metade das vendas da Mercedes-Benz e da BMW na China vêm de modelos importados. A China poderá instituir os novos impostos já em setembro. Já viu a guerra econômica, né?

JFF

 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español