Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

F-1: RENAULT MOSTRA MOTOR 1.6V6 TURBO

Compartilhe!

948x625

A Renault apresentou o seu novo motor 1.6V6 Turbo de Fórmula 1 para a temporada de 2014, que traz várias inovações tecnológicas e foi batizado de Renault Energy F1. O motor V6 turbo de 1,6 litros, cujo projeto de desenvolvimento começou em 2010, foi apresentado na presença do ex-piloto francês Alain Prost, tetra-campeão mundial de Fórmula 1, e do inglês Christian Horner, diretor da equipe Red Bull, que compete com motores Renault e conquistou os últimos três títulos mundiais de pilotos (com Sebastian Vettel) e de construtores.

948x624

O diretor executivo da Renault Sport Fórmula 1, Jean-Michel Jalinier, explicou que “este motor marca uma ruptura na forma de propulsionar um carro de Fórmula 1”. “Os dois motores elétricos permitirão ao piloto se beneficiar, várias vezes ao longo de uma prova, de uma dose extra de potência, muito mais importante do que com o sistema atual de recuperação de energia cinética na frenagem (KERS)”, acrescentou.

948x626

De acordo com os novos regulamentos, os Fórmula 1 de 2014 não poderão utilizar mais de 100 kg de combustível, contra 165 kg atuais, e vão ser obrigados a reduzir em 40% o consumo de combustível e a emissão de CO2.

RELEMBRE A DANÇA DOS MOTORES NA F-1

 1947/1953 – 4.5 litros atmosféricos e 1.5 com compressor (Mundial de 1952 e 1953 com monopostos de F-2 com motor 2.0)

1954/1960 – 2.5 atmosférico e 750 cm3 com compressor

1961/1965 – 1.5 atmosférico

1966/1986 – 3.0 atmosférico e 1.5 turbo

1987/1988 – 3.5 atmosférico e 1.5 turbo

1989/1994 – 3.5 atmosférico

1995/2005 – 3.0 atmosférico

2006/2007 – 2.4V8 atmosférico e 3.0V10 atmosférico (limitados em rotações, usado apenas pela Toro Rosso em 2006)


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español