SlideTÉCNICA

Ford: novo túnel de vento simula até 320 km/h

Compartilhe!

Ao desenvolver o Mustang Dark Horse 2024 que começa a ser vendido em breve nos Estados Unidos (com preço inicial de US$ 60.865), a Ford aproveitou o acesso a um novo túnel de vento de esteirara rolante, capaz de simular velocidades de até 200 mph, o mesmo que 320 km/h. O resultado Mustang focalizado para pista, que tem o maior downforce do que qualquer outro Mustang já equipado com motor 5.0V8 quando equipado com seu “pacote” completo de modificações.

por Ricardo Caruso

O túnel de vento de esteira rolante combina essencialmente um túnel de vento tradicional com uma superfície de rolamento. Cada roda ganha sua própria correia, que funciona como uma esteira. Como alternativa, uma única correia larga pode ser usada.

Essa configuração permite que as rodas do veículo de teste girem em velocidades reais, ao invés de permanecerem estáticas. Isso, de acordo com a Ford, permite que os engenheiros coletem dados mais precisos de arrasto e downforce. Este é especialmente o caso ao testar os efeitos aerodinâmicos de diferentes padrões de rodas.

“Testar enquanto as rodas e os pneus se movem é fundamental para melhorar a aerodinâmica de veículos prontos para pista, como o Mustang Dark Horse, que precisam equilibrar os arrastos aerodinâmicos e o downforce“, disse John Toth, supervisor de engenharia de túneis de vento da Ford na América do Norte.

Esses testes não beneficiam apenas veículos de alto desempenho que exigem downforce para ajudá-los a permanecer colados à superfície da via. Para veículos comuns, especialmente veículos elétricos, o baixo arrasto é essencial para a eficiência e, como resultado, a busca pela melhor autonomia.

A aeroacústica é outro fator importante que os engenheiros observam nos testes nesse túnel de vento, especialmente para os veículos elétricos. Hoje, o som que o vento faz quando um veículo roda numa rua ou estrada é muito mais e melhor avaliado durante o desenvolvimento do modelo. Motores elétricos silenciosos permitem um ruído de vento irritante, que anteriormente era abafado pelo motor de combustão interna de um veículo e seu sistema de escapamento.

Finalmente, a superfície da pista de rolamento permite que muitos testes que anteriormente exigiam a condução em ruas e estradas abertas sejam feitos dentro do laboratório, o que, segundo a Ford, ajuda a economizar custos e tempo de desenvolvimento do veículo.


Compartilhe!
1716773150