Até 2020, Renault quer carros elétricos com mesmo preço dos convencionais

O chefão de desenvolvimento de carros elétricos da Renault acredita que o Zoe poderá ter o mesmo preço -ou bem próximo- de modelos similares com motor a combustão.

renault-zoe-technique-01

Gilles Normand, responsável pela divisão de modelos elétricos da Renault, disse que as vendas do Zoe (na foto) cresceram 90% entre 2016 e 2017, graças à introdução da versão com bateria maior, o Zoe Z.E. 40 (que anuncia autonomia para 400 km e que custa hoje a partir de US$ 22 mil, US$ 11 mil a mais a versão de acesso do Clio).

Por isso, acredita que modelos como o Zoe poderão custar o mesmo que outros modelos do mesmo tamanho movidos a motor a explosão até ao final desta década. Normand acredita que a evolução das baterias e o envolvimento de mais marcas e fornecedores será decisivo nesse aspecto a médio-prazo. Com carros do segmento maior, o mesmo deverá acontecer na metade da próxima década, segundo o francês.

A nova geração do Zoe deverá ser lançada em 2018.

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO