Cinco carros que você não vai dirigir em 2017

Se 2016 foi um bom ano para os supercarros -com o aparecimento do Ford GT, Honda NSX, Lamborghini Aventador S, Ferrari LaFerrari Aperta, Bugatti Chiron e McLaren 675LT Spider- 2017 não será diferente, com cinco modelos que vão fazer você sonhar. Mas, lamente, você muito provavelmente não irá dirigir nenhum deles.

aton-redbull-855

Conheça quais são estes superesportivos, muitos ainda na fase de desenvolvimento e testes. A única certeza -além de você não irá acelera nenhum deles- é que custarão verdadeiras fortunas

Mercedes AMG Project One

A Mercedes se apoia na AMG para fazer carros cada vez mais “super” e, no papel, capazes de rivalizar com a Ferrari. Lembramos o SLR McLaren, que queria incomodar o Enzo –e que não chegou a tanto– seguiudo do SLS para rivalizar com o 599 GTB e, agora, lançou o GT como arma para enfrentar o Ferrari 488 GTB.

Mas, agora, a conversa é outra, e a Mercedes AMG decidiu entrar pesado na briga, preparando não um super carro, mas sim um hiper carro, denominado Project One, com muita inspiração nos trabalhos da Fórmula 1 e funcionando como presente de aniversário pelos 50 anos da AMG. O motor será derivado da F-1, 1.6V6 turbo e híbrido, esperando-se nada menos que 1000 cv de potência desta obra-prima tecnológica.

O carro será mostrado no Salão de Frankfurt, e os boatos indicam que é um verdadeiro carro de pista homologado para andar nas ruas. Como é hábito, só serão produzidas cerca de 200 unidades, por preço que ficará na casa dos US$ 2,5 milhões.

Aston Martin AM-RB 001

A marca britânica conseguiu o impossível, pois tem um acordo técnico com a Mercedes AMG para o desenvolvimento dos seus carros de rua, mas está ligada à RedBull na Fórmula 1, equipe que utiliza motores Renault, ou Tag Heuer, e é a grande rival da Mercedes na categoria. Para não ficar atrás da Mercedes, a Aston Martin também tem em desenvolvimento um carro inspirado na F-1, sendo desenvolvido em conjunto com a RedBull e o seu mestre tecnológico, Adrian Newey.

Numa verdadeira avalanche de talento, juntaram-se Newey e o responsável pela engenharia da Aston Martin, Marek Reichman. Como a RedBull não tem motor próprio, o AM-RB 001 terá tudo aquilo que o liga à Fórmula 1, de forma semelhante à do Mercedes AMG Project One e etiqueta de preço semelhante, mas no motor tiveram de recorrer ao V12 aspirado usado no Vulcan, e não o novo V12 turbo desenvolvido em colaboração com a… Mercedes! Tão simples como entender um quadrado circular.

O carro será revelado ainda este ano e promete desempenho absurdo, graças a um chassis inovador e suspensões “by wire”!

McLaren 720S

O lançamento de muitos modelos e a renovação rápida dos existentes tem permitido um crescimento sustentado da McLaren. O original MP4-12C lançou as bases, não sendo um exercício totalmente definitivo, sendo substituído rapidamente pelo 650S e deixando cair do nome o prefixo MP4.

A verdade é que desde 2011, o modelo de ëntrada” da marca (se é que isso possa existir) vai ter a terceira geração chegando ao mercado daqui um ano. Conhecido por P14, o próximo superesportivo da McLaren se chamará 720S. O que significa que o motor 3.8V8 biturbo desenvolvido pela própria McLaren terá cerca de 720 cv, o que dará enormes dores de cabeça aos donos de Ferrari 488 GTB e Lamborghini Huracan.

O carro terá um chassis especial e suspensões inteligentes, como já acontece com outros McLaren. O modelo vai ser mostrado no Salão de Genebra daqui alguns dias.

Chevrolet Corvette C8

Será que, finalmente, a General Motors vai mostrar o já “famoso por ainda nao existir” Corvette de motor central? Será que o novo carro irá substituir a atual geração, abrindo um novo capítulo na história dos “muscle car” norte-americanos? Depois da Ford abrir a sessão de hostilidades com o muito bem sucedido Ford GT, a GM deverá olhar para isso com algum carinho e libertar do seu estado moribundo o “Zora”, nome-código do Corvette de motor central traseiro.

Se todos os planetas se alinharem, a engenharia funcionar e Donald Trump permitir, o novo Corvette terá motor 6.0V8  aspirado e poderá aposentar os Corvette feitos de plástico que todos adoram. Ou então, a GM não mostra o carro e no seu lugar surge mais uma versão do Corvete “normal”.

Pagani Huayra Roadster

Dizem que os últimos serão os primeiros, e no caso do Pagani Huayra (que nome mais estranho…) isso é verdade, pois o carro será revelado na sua forma final já no Salão de Genebra. A versão conversível do Huayra não será apenas a remoção do teto, mas sim algo mais elaborado. Acredita-se que o modelo será ainda mais extremo que a versão cupê, com mais potencia e alterações na carroceria. O motor 6.0V12 biturbo, Mercedes AMG, deverá ter cerca de 750 cv.

Tags:

 

Sobre o Autor

Mais posts por | Visite o site de RICARDO CARUSO