Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Mais potente ainda: Ford apresenta o novo Mach-E GT, de olho na Europa

Compartilhe!

A Ford apresentou o novo Mustang Mach-E GT, de alto desempenho, que promete aceleração de zero a 100 km/h em 3,7 segundos. Nenhum outro modelo do seu segmento consegue aceleração mais rápida do que o SUV Mach-E GT, com 465 cv, tração integral e motorização elétrica.

O Mustang Mach-E GT será apoiado na Europa por sistema líder no setor, que oferece acesso integrado ao carregamento da bateria em todo o continente. A Ford anunciou, por essa razão, que os compradores do Mustang Mach-E, que o encomendarem este ano e até 2021, receberão cinco anos de acesso gratuito à Rede de Carregamento FordPass, que cresceu quase 25% em menos de um ano, passando a incluir agora mais de 155.000 estações de carregamento em toda a Europa.

Os clientes do Mach-E receberão ainda um ano de acesso gratuito à rede de carregamento rápido IONITY, que já criou mais de 270 dos 400 postos de carregamento prometidos até o final deste ano.

O Mustang Mach-E GT foi apresentado em Roterdam, Holanda, no roadshow “Go Electric”, da Ford, com atividades práticas para ajudar a desmistificar a eletrificação e inspirar confiança dos consumidores nos diferentes tipos de motorizações
eletrificadas disponíveis e nos seus benefícios.

“O novo Mustang Mach-E GT mostra o verdadeiro desempenho de um carro completamente elétrico, mas este desempenho não tem qualquer valor sem a confiança necessária para a usar. As nossas iniciativas no âmbito do carregamento procuram evidenciar que os clientes do Mustang Mach-E podem usufruir da experiência de condução eletrificada do Mustang com a certeza de que poderão recarregar a bateria de forma rápida e fácil em toda a Europa”, afirmou Stuart Rowley, chefão da Ford Europa.

O Mustang Mach-E GT oferece o desempenho e a personalidade do icônico esportivo Mustang, aliado à capacidade de transportar cinco pessoas num sofisticado veículo completamente elétrico. O Mustang Mach-E GT tem 465 cv, motor duplo com 83 mkgf de torque disponível, para maior capacidade de respostas e aceleração de zero a 100 km/h igual ao modelo Tesla Y. A velocidade máxima é limitada em 200 km/h.

As características especialmente concebidas para este modelo incluem suspensão adaptativa MagneRide, rodas de liga leve de 20 polegadas, pinças de freio pintadas de vermelho e cores exteriores únicas, incluindo a desejada Cyber Orange.

No interior, uma enorme tela touchscreen HD de 15,5 polegadas disponibiliza o sistema multimídia SYNC3 de próxima geração, que realmente aprende com os comportamentos do motorista para fazer sugestões inteligentes. O interior melhorado também apresenta bancos Ford Performance e volante exclusivo com detalhes de camurça.

O Mustang Mach-E GT apresenta, como padrão, uma bateria de longa autonomia de 88 kWh para condução elétrica de até 500 km, sustentada pelo sistema Intelligent Range, que prevê de forma mais precisa quantos quilômetros os motoristas poderão rodar com base nos comportamentos de condução passados, além de fazer previsões meteorológicas e recolher dados de outros veículos Mustang Mach-E.

A Ford anunciou também que o Mustang Mach-E standard vem equipado com uma bateria de longo alcance, tração integral que proporciona aceleração de zero a 100 km/h em 5,1 segundos –tal como acontece com o modelo Tesla Model Y Long Range– e autonomia de condução completamente elétrica de até 540 km.

A empresa está oferecendo tranquilidade aos seus clientes de veículos híbridos plug-in e veículos completamente elétricos por meio da Rede de Carregamento FordPass, a maior rede de postos de carregamento público da Europa, com cerca de mais 30.000 postos desde outubro de 2019.

Em parceria com a NewMotion, os clientes da Ford poderão utilizar sem qualquer problema a aplicativo FordPass para localizar, alcançar os postos de carregamento, pagar e monitorar o carregamento em 21 países. Isso usando e pagando os serviços a partir de uma única conta, para que a experiência de utilização seja mais fácil e simples.

A Ford é também fundadora e acionista do consórcio IONITY, que disponibiliza postos de carregamento de alta potência ao longo das autoestradas e em locais europeus chave. As iniciativas da Rede de Carregamento FordPass e da IONITY serão particularmente úteis para os proprietários de veículos elétricos que não tenham facilidade no acesso a um ponto de carga privado em casa ou no trabalho.

Carregado com autonomia de até 150 kW numa estação IONITY, o Mustang Mach-E, equipado com uma bateria de longo alcance e estimando-se que a configuração da tração traseira adicionará autonomia média de 119 km durante aproximadamente 10
minutos após o carregamento, terá autonomia de condução completamente elétrica de até 610 km.

A Ford acredita que a oferta de uma ampla gama de soluções de motorização eletrificada é o caminho mais eficiente para um futuro tranquilo em termos energéticos para os usuários. A Ford vai apresentar na Europa 17 novos modelos eletrificados até o final do próximo ano.

No início deste ano, a empresa apelou aos governos, indústrias e instituições para apoiarem o impulso à eletrificação com uma expansão mais rápida das infraestruturas públicas de carregamento. Entretanto, a diversificada gama de veículos híbridos da Ford está ajudando um maior número de clientes a poupar nos gastos de combustível, a apoiar iniciativas de ar limpo e a proporcionar a transição confiante para a eletrificação.

Exatos 75% dos modelos Puma vendidos até agosto deste ano estão equipados com motorização híbrida Ford EcoBoost de 48 volts. No mesmo período, 55% das novas vendas do Kuga já foram dos modelos Plug-In Hybrid.

Uma experiência realizada no Reino Unido com 20 furgões Transit Custom Plug-In Hybrid, que percorreram mais de 240.000 km, concluiu que 75% da quilometragem da frota no centro de Londres foi concluída com energia totalmente elétrica, reduzindo drasticamente as emissões de CO2 no centro daquela cidade.

Versõess híbridas dos modelos Ford S-MAX e Galaxy vão juntar-se no início do próximo ano ao Mondeo Hybrid na sequência de um investimento de US$ 42 milhões realizado na fábrica da Ford em Valência, Espanha, incluindo uma instalação de montagem de baterias de última geração.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *