Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

MORREU O ÚLTIMO NETO DE HENRY FORD

Compartilhe!

1481_0_thumb

Uma parte importante da história do automóvel, hoje tão pobre de nomes expressivos, se foi. Morreu William Clay Ford, diretor-emérito da Ford. Ele era o último neto vivo de Henry Ford, e faleceu aos 88 anos de idade na manhã do último domingo (09/03), vítima de pneumonia.

Ford serviu à empresa durante 57 anos -mais de metade dos 110 anos da marca- exercendo a sua influência nos destinos da empresa enquanto “board member” desde 1948, um ano antes de ter se formado na Universidade de Yale. Em 1957 foi eleito “chairman” do comitê de design da marca, cargo que ocupou nos 32 anos seguintes. A marca americana explicou que William Clay foi fundamental na supervisão de um grande número de automóveis que se tornaram ícones da Ford, como o Lincoln Continental Mark II.

Em 1978, Ford foi eleito “chairman” do comitê executivo e nomeado membro CEO, seguindo-se muitos cargos de alta importância na marca até se aposentar em maio de 2005, ano que foi nomeado diretor-emérito da Ford. A herança dos Ford é, agora, garantida pelos descendentes de William Clay Ford: as filhas Martha Ford Morse, Sheila Ford Hamp e Elizabeth Ford Kontulis; o filho William Clay Ford, Jr.; mais 14 netos e dois bisnetos.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español