Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

PUBLICIDADE: MONTADORAS GASTAM MILHÕES NO SUPER BOWL

Compartilhe!

vwgrab1

O Super Bowl, final do campeonato de futebol, é o evento mais assistido da TV dos Estados Unidos, e também tem a fama de reunir campanhas publicitárias absolutamente milionárias. Neste ano, o espaço comercial de 30 segundos no intervalo da grande final do futebol americano chegou a ser comercializado por mais de US$ 4 milhões, contra a média de US$ 3,5 milhões no ano passado.

Segundo o “The Wall Street Journal”, o preço do anúncio para o intervalo do Super Bowl aumentou 42% desde 2004, quando o espaço de 30 segundos era vendido por módicos US$ 2,3 milhões.

Para a transmissão que vai acontecer domingo próximo, com o jogo entre o Denver Broncos e Seattle Seahawks, é estimada audiência de mais de 100 milhões de espectadores somente nos Estados Unidos. No ano passado, 108,4 milhões de pessoas acompanharam ao vivo a final. Com esta audiência, os anunciantes costumam apresentar nos intervalos comerciais do Super Bowl propagandas especiais e que tentam ser criativas ao máximo, que em geral se tornam referência.

Alguns dos comerciais deste ano estão disponíveis em versões divulgadas no YouTube, pelo canal oficial Ad Blitz, que é dedicado aos anúncios do Super Bowl e que faz uma votação da melhor propaganda do ano.

Os atores Arnold Schwarzenegger, Scarlett Johansson e o ex-jogador David Beckham estão entre as estrelas pagas a peso de ouro pelos anunciantes, para promoverem marcas como Pepsi Cola, Doritos, H&M, Kia, Toyota, Audi, Volkswagen, M&M e a fabricante de bebidas SodaStream.

A Bud Light, da mesma cervejaria que faz a Budweiser (Anheuser-Busch InBev), apresentou algumas imagens da gigantesca ação chamada “Whatever is Coming”, que vai acontecer no mesmo dia do Super Bowl, onde estarão envolvidas 58 câmeras escondidas, 412 atores, cinco astros da música, quatro celebridades (entre elas Schwarzenegger) e uma “vítima”, uma pessoa do público.

A indústria automobilística estará presente no Super Bowl com comerciais de pelo menos cinco montadoras. Dados da Kantar Worldpanel, apontam a cervejeira Inbev como a maior anunciante do Super Bowl. De 2003 a 2012, a empresa gastou US$ 248,6 bilhões com publicidade durante as transmissões do evento. Em seguida, estão Pepsico (US$ 182,7 bilhões), GM (US$ 97,2 bilhões) e Coca-Cola (US$ 80,8 bilhões).

A Volkswagen, cuja área de publicidade no Brasil parece viver uma situação de pindaíba para lá de franciscana, nos Estados Unidos –longe de ser seu maior mercado- colocou a mão no bolso e vai apresentar um anúncio sobre confiabilidade: os engenheiros da marca ganham as suas asas quando um Volkswagen ultrapassa as 100.000 milhas… Confira.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español