Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

SAAB 92B 1954: AULA DE AERODINÂMICA

Compartilhe!

s1

Existem carros que entram para a história por causa de suas linhas esportivas, e nesse caso os italianos lideram a lista. Mas se pensarmos em veículos robustos, então estaremos falando dos alemães. Mas se a idéia é discutir um modelo que seja quase perfeito em termos aerodinâmicos, então o certo é reverenciar o Saab 92, primeiro automóvel construído pela marca sueca entre os anos 1949 e 1950.

s5

 Iniciada em 1937, com o objetivo de produzir aviões para a Força Aérea Sueca, a Svenska Aeroplan Aktiebolaget (SAAB) logo percebeu que a tecnologia adquirida no universo aeronáutico podia ser aplicada nos automóveis, depois da Segunda Guerra. Assim, a marca encarregou 15 engenheiros de projetarem um veículo motorizado, cujo objetivo mais tarde seria a sua comercialização.

s3

Claro que antes do Saab 92 nascer, teve que passar um período de planejamento, concepção e desenvolvimento. Para isso, a Saab construiu um protótipo com tração dianteira, motor transversal de dois cilindros e dois tempos e carroceria extremamente rígida, idealizada com os conceitos de segurança e fluidez aerodinâmicas bem presentes. Este protótipo, denominado de Saab 92001, foi o precursor dos automóveis Saab, ainda em 1947.

s2

Em 1949, a Saab mostrou seu primeiro automóvel. Batizado de 92, este veículo foi produzido até 1956, sendo fabricadas 20.000 unidades. Claro que do protótipo apresentado ao produto final, aconteceram várias mudanças. O ano de 1953 foi quando fizeram mais alterações no 92. O esguio Saab tinha vidro traseiro maior, para que o motorista pudesse monitorar o que acontecia na traseira por meio do retrovisor.

s4

Em relação à capacidade do porta-mala, o volumen aumentou em 32%, quando a Saab optou por instalar o estepe num plano mais baixo da carroceria, apesar de ainda se encontrar na retaguarda. A bateria, que até então ficava no porta-malas, passou para o compartimento do motor, enquanto o reservatório de combustível foi para o lado esquerdo da carroceria, sempre no porta-malas.

SAAB 92B

 Em 1954, a Saab apresentou o 92B, onde efetuou algumas melhorias. A primeira foi equipar o motor de dois tempos de 764 cm3 com um carburador Solex 32BI. A outra foi instalar um novo sistema de ignição que permitia ao motor atingir cerca de 28 cv. Também em nível estético, houve algunas novidades, e uma delas foi a substituição dos faróis por outros da marca Hella, bem mais eficientes e que não ofuscavam os outros motoristas. Curiosamente, um dos equipamentos da época mostrado pela Saab era o teto removível, mas por conta de elevado custo, poucos clientes optaram por adquirir este item. No dia 6 de Março de 1954 a Saab comemorou a produção do 10.000 92B.

 Quando se observa o Saab 92B por fora, logo notamos os conceitos de fluxos de ar. As suas linhas foram perfeitamente esculpidas, e tem origen clara nos ensinamentos retirados da aviação.

As alterações do 92B continuaram, e logo o 92B passou a sair da linha de montagem com bomba elétrica de combustível, ao mesmo tempo que eram adotadas lanternas traseiras quadradas. Entretanto, a Saab planejava mostrar o sucessor do 92B, que foi mostrado em dezembro de 1955. Era o Saab 93, que iniciou novo período da história da marca. Porém, o 93 e o 92B ainda co-existiram nas lojas da marca, já que este último cessou a sua produção em dezembro de 1956. No total, foram produzidos 20.128 unidades do modelo 92, sendo que 14.828 deles era do tipo B.

 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español