Stellantis e Amazon se unem para o desenvolvimento de sistemas digitais

Compartilhe!

A Stellantis fez uma parceria com a Amazon para o desenvolvimento de soluções de software que começarão a chegar aos seus veículos já a partir de 2024. Apresentado no Consumer Electric Show, o Chrysler Airflow Concept antecipa um futuro carro elétrico para a marca norte-americana e dá uma amostra do que esperar dos futuros painéis digitais da Stellantis.

por Marcos Cesar Silva

Chrysler Airflow 2022

A Stellantis anunciou no CES (Consumer Electronics Show), em Las Vegas, Estados Unidos, por meio do seu diretor executivo, o português Carlos Tavares, uma parceria com a gigante Amazon. Essa parceria vem na sequência do que foi anunciado durante o “Stellantis Software Day” (que aconteceu em dezembro de 2021), onde foi apresentado o “STLA SmartCockpit”, nova plataforma tecnológica que tem como objetivo integrar-se na vida digital dos ocupantes do veículo, personalizando digitalmente esse espaço.

Nesse sentido, a colaboração agora anunciada com a Amazon trará soluções de “software” para essa plataforma tecnológica por meio de aplicativos baseadas em IA (inteligência artificial) para serviços de navegação, entretenimento, assistência vocal Alexa, manutenção de veículos, “e-commerce” e serviços de pagamento.

Incluirá ainda integração com os principais serviços de segurança e de domicílio inteligente da Amazon, que permitirá aos clientes monitorar e gerenciar as suas casas a partir do próprio veículo, ou então gerir o veículo a partir das suas casas, através dos seus dispositivos conectados com a Alexa ou a partir da aplicativo Alexa nos seus “smartphones”.

Veremos estes novos desenvolvimentos começar a chegar aos modelos das 14 marcas de automóveis da Stellantis a partir de 2024.

A Stellantis, com este acordo, escolheu -previsivelmente- a Cloud AWS (Amazon Web Services) para as plataformas dos seus veículos, o que levará, assim, ao desenvolvimento em conjunto com a Amazon de infraestruturas em nuvens dedicadas a plataformas automotivas.

Está planejado também migrar o fluxo de dados gerados pelos seus veículos para uma Data Mesh na nuvem. E usando as capacidades de “machine learning” da AWS, a Stellantis quer acelerar a comercialização de novos produtos digitais, indo de encontro à desejada personalização dos serviços, como também o de ser capaz de oferecer operações de manutenção preventiva.

A indústria automotiva está passando por um período acelerado de transformação, e temos visto os principais atores da indústria afirmarem que não querem ser vistos apenas como construtores de automóveis, mas sim como empresas tecnológicas ou, como vimos no Grupo Volkswagen, uma empresa de mobilidade baseada em “softwares”. Na Stellantis não é diferente: também querem ser vistos como uma empresa tecnológica.

Para acelerar essa transformação, não só já tinha anunciado durante o “Stellantis Software Day” a formação de uma “Software Academy” para o desenvolvimento e reforço de competências dos seus colaboradores, como agora, juntamente com a AWS, pretendem lançar um novo programa de formação global a que chamaram “Agile – Auto Software & Data Academy”. E tem ainda como objetivo formar mais de 5000 programadores e engenheiros em tecnologias ligadas à AWS Cloud até 2024.

O acordo entre a Stellantis e a Amazon também levará ao fornecimento de vans Ram ProMaster 100% elétricas (a versão norte-americana da Fiat Ducato) para os serviços de entregas “last mile” (última milha), indo de encontro aos objetivos da Amazon em alcançar zero emissões de carbono até 2040.

Ram ProMaster
Ram ProMaster.

A Amazon será, efetivamente, o primeiro cliente profissional da versão elétrica da ProMaster que será lançado na América do Norte em 2023. As unidades destinadas à Amazon terá integradas funcionalidades únicas (não especificadas), adaptadas às suas necessidades para este tipo de atividades de entregas.

Não foi adiantado um número concreto de quantos veículos serão entregues neste acordo, mas em comunicado foi explicado que “a Stellantis e a Amazon irão colocar, todos os anos, milhares de ProMaster BEV (elétricos) nas estradas”.


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español