Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Três raridades na concessionária abandonada

Compartilhe!

Para qualquer aficcionado por automóveis, visitar uma antiga concessionária é uma oportunidade única e mágica, pois é um local que parou no tempo e que guarda na pátiba as memórias do dia em que fechou as portas.

E se quando a isto, se juntam duas marcas italianas, como a Ferrari e a Maserati, é então algo dos sonhos. O momento atinge o máximo quando, no seu interior, estão automóveis que foram deixados para trás, raros e de grande valor.

Este concessionário que mostramos hoje, situado na China, foi um dos primeiros na sua região e encerrou as atividades em 2012, há oito anos, após ter sido inaugurado em 2005. No seu interior permanecem três automóveis, além de toda a memorabilia das marcas.

O concessionário fechou em 2012 devido às leis anti-consumismo decretadas pelo governo chinês no ano anterior. Na impossibilidade de vender o seu inventário, tudo permaneceu no seu interior após o fechamento. Agora, o fotografo James Wan conseguiu retratar o estado do seu interior, e só assim foi possível ver estes carros. Fica a dúvida: será que ainda esconde algo mais especial? Não se sabe.

Como podemos ver pelas imagens, um dos três automóveis que está acumulando pó no antigo concessionário, é um Porsche Carrera GT, mas não é um exemplar qualquer, mas sim um dos três pintados na cor Zanzibar Red Metallic, sendo o número 1.255 dos 1.270 produzidos. Antes de chegar à China, este Carrera GT esteve na Alemanha e Rússia, tendo percorrido cerca de 5.000 km.

O Porsche Carrera GT foi lançado em 2003 e está equipado com um motor 5.7V10 de 603 cv e 60 mkg, motor este que foi desenvolvido para um projeto de Fórmula 1 e para um protótipo para a “24 Horas de Le Mans”, ambos descartados durante o desenvolvimento. Acoplado ao motor, está uma caixa de câmbio manual de seis velocidades.

Os outros dois companheiros do Carrera GT são um Chevrolet Corvette Z06 e uma Ferrari 575 Superamerica. A Ferrari é também um automóvel extremamente raro, pois a versão Superamerica é especial, com base no 575M Maranello, limitada a 559 unidades e destas somente 43 exemplares foram construídos com caixa de câmbio manual, como o exemplar que se encontra abandonado neste concessionário. Equipado com um motor 5.7V12, a Superamerica tem 540 cv e 59 mkgf.

Já o Corvette, é o menos raro dos três, mas não deixa de partir o coração. Esta unidade é um Z06 da quinta geração do modelo, a C5, sendo a versão mais esportiva dessa época. Equipado com o motor 5.7V8 LS6, tem 390 cv (411 cv em 2002). Usa caixa de câmbio manual de seis velocidades.

Curioso é que os três exemplares tem a mesma cilindrada. Teorias de conspirações à parte, o futuro destes automóveis é incerto, mas todos esperam que possam voltar às ruas -na China ou em qualquer outro lugar do mundo- e voltar a rosnar os seus motores, fazendo a alegria de quem dirige ou os vê passar.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *