Classic CarsSlide

Vida dura: os 75 anos do Unimog

Compartilhe!

O dia 19 de março de 1949 marca os 75 anos da entrega do primeiro Unimog (Universal Motorgerät, algo como Dispositivo Motorizado)), destinado a um cliente perto de Stuttgart. O veículo saiu da fábrica da empresa de construção de máquinas Gebrüder Boehringer, em Göppingen, sudoeste da Alemanha, com destino ao distribuidor geral Unimog Kloz em Fellbach e dali a seu comprador, poucos meses após o início da produção.

por Ricardo Caruso

O primeiro Unimog (série 70200) produzido em série com o número de identificação 003 e com o logotipo estilizado da cabeça de boi da Boehringer no capô, foi entregue ao cliente em Hößlinswart. Os dois Unimog -com números de identificação 001 e 002- foram fabricados como veículos de teste apenas para uso interno da empresa e não foram vendidos.

De forma inteligente e pioneira, esse modelo combinou as vantagens dos tratores e caminhões, diferenciando-se de todos os tratores convencionais disponíveis no mercado da época, não só visualmente, mas também pela versatilidade.

Em muito pouco tempo, a procura pelos Unimog na devastada Alemanha do pós-guerra foi tão grande, que a capacidade de produção da Boehringer atingiu os seus limites. O grande salto na história do Unimog foi a partir do outono de 1950, sob a gestão da Daimler-Benz AG .

“A fabrição do veículo com tração integral pela Mercedes-Benz começou em junho de 1951, na fábrica de Gaggenau, e em agosto de 2002 foi transferido para a fábrica de Wörth”.

Imediatamente após o fim da Segunda Guerra Mundial, Albert Friedrich, diretor técnico da fábrica de metais nobres Erhard & Söhne em Schwäbisch Gmünd, e antes chefe de projeto de motores de aviões da Daimler-Benz, começou a desenvolver um veículo compacto com tração integral nas quatro rodas, com motor de 25 cv. Este motor destinava -se principalmente ao uso agrícola, mas também como motor estacionário e veículos de transporte para a indústria agrícola, uma vez que tinha velocidade máxima de 50 km/h. Estas primeiras considerações tiveram que cumprir os critérios rigorosos do plano “Morgenthau” na zona de ocupação americana, cujo objectivo era transformar a Alemanha num Estado puramente agrícola.

No outono de 1945, Friedrich fez os primeiros desenhos de um veículo agrícola para uso todo-o-terreno, versátil , com uma largura de bitola de 1.270 milímetros, dimensão que correspondiam na época a duas fileiras de plantação de batatas . Outras características incluíam teto e para-brisa rebatíveis, elemento para fixação de implementos agrícolas na frente, sistema de engate de reboque na parte traseira e plataforma auxiliar atrás do banco do motorista.

“No final do outono de 1945, as forças de ocupação americanas concederam a rara e procurada “Autorização de Produção” à “máquina universal movida a motor para uso na agricultura” de Friedrich.

Friedrich teve a Erhard & Söhne como parceira para a produção do protótipo, enquanto a Daimler-Benz forneceu o motor OM 636. O primeiro protótipo já foi construído em Schwäbisch Gmünd em 1946 e o ​​primeiro teste com o U 1 ocorreu em 9 de outubro do mesmo ano.

Mesmo antes da primeira apresentação pública, Hans Zabel encurtou o longo nome “Universal-Motor-Gerät” para a sigla “Unimog”. Sob este nome popular, o veículo foi apresentado ao público pela primeira vez em 29 de agosto de 1948, na exposição da Sociedade Agrícola Alemã (DLG) em Frankfurt , onde recebeu 150 encomendas.

A produção em série do Unimog começou em 1949, na Gebrüder Boehringer, em Göppingen, onde 90 funcionários fabricavam até 50 veículos por mês. A Boehringer fabricou o total de 600 unidades Unimog da série U 70200, das quais 44 unidades foram para o exército suíço.

Como as quantidades solicitadas exigiam grandes investimentos, a Daimler-Benz AG adquiriu o negócio Unimog no outono de 1950, incluindo todas as patentes e instalações de produção, a equipe de desenvolvimento e criou uma nova equipa de vendas. Num documento de duas páginas, a aquisição foi documentada contratualmente em cinco pontos e foi acordado o preço de compra de 600.000 marcos alemães da época.

Em meados de 1951, a produção do Unimog começou na fábrica de Gaggenau, com a série de modelos 2010, referente ao documento de custos “2010” do departamento agrícola Erhard & Söhne, onde foram fabricados os primeiros protótipos. Em 1953, foram introduzidas inúmeras melhorias nas séries de modelos 401 e 402: pela primeira vez, uma cabine fechada, toda em aço e resistente a impactos, complementou a anterior cabina “conversível” com o seu teto rebatível. Isto tornou o trabalho dos motoristas muito mais seguro ao volante e proporcionou maior proteção, por exemplo, quando trabalham em estaleiros e áreas de construção. 

A partir de maio de 1953, o Unimog usou a estrela da Mercedes, além do logotipo da cabeça de boi usado até então, que finalmente só foi removido em setembro de 1955 . Desde então, o Unimog vem evoluindo e melhorando continuamente e sempre foi adaptado e atualizado.

O Unimog 2024.

Compartilhe!
1713369347