Classic Cars

10 estranhos (e interessantes) carros de seis rodas

Compartilhe!

Houve muitos carros e caminhões que foram construídos com seis rodas. Em veículos comerciais, a aplicação de seis rodas é comum, mas em automóveis é algo raro e que sempre causa espanto. Teoricamente, os carros de seis rodas (com quatro à frente), tem as seguintes vantagens:

Melhor dirigibilidade devido a massas mais baixas
Maior potência de frenagem
Maior superfície de contato com o piso
Diminuição do efeito aquaplanagem
Melhor controle ao volante
Melhor aerodinâmica frontal
Conforto de passeio melhorado

Nos acostumamos com o fato de que os carros devem ter quatro rodas, mas nem sempre aconteceu assim na história automotiva. Existiram muitos veículos que tiveram mais ou menos do que quatro rodas, e não estamos falando de motos ou tratores. Houve muitos carros e caminhões que foram construídos com seis rodas, e cada um pode parecer mais estranho que o último. Mas em geral são muito interessantes.

por Ricardo Caruso

Existiram carros de corrida construídos com seis rodas, porque muitas equipes esperavam ter sucesso com essa configuração, por teoricamente aumentar a aderência ou reduzir a área frontal. Se um carro de corrida tem seis rodas com quatro na traseira), deveria ter melhorado a tração, mas quase todos desses carros de seis rodas provaram na verdade serem verdadeiros fiascos. Também foram criados modelos off-road que tiveram seis rodas. Com seis rodas, um veículo deve ser capaz de atravessar terrenos mais acidentados com mais desenvoltura do que sobre quatro rodas.

Aqui está uma lista de 10 carros de seis rodas que você não vai acreditar que tenham sido feitos.

10 – Covini C6W

Este é um dos carros esportivos mais interessante e estranho já feito. O Covini C6W -ainda em produção- pode ser um supercarro, mas não tem o apelo de uma Ferrari ou Lamborghini. Este estranho carro de seis rodas apresentava um motor Audi V8 de 434 cv sob o capô. Por isso, este supercarro único também foi incrivelmente rápido. O Covini C6W pode atingir a velocidade máxima de 300km/h. As seis rodas deste supercarro tinham uma função. Elas não foram adicionadas para simplesmente causar. Com quatro rodas dianteiras, dizia-se que o carro tinha melhor frenagem e estabilidade direcional. Os fabricantes alegaram que a carroceria leve do supercarro oferecia comportamento dinâmico mais confortável.

9 – Pantera 6

O Panther 6 deveria ser o carro esportivo do futuro, mas na realidade, acabou sendo um fracasso. Apenas dois desses carros foram feitos, o que torna este um carro extremamente raro e valioso. O conversível britânico apresentava motor Cadillac V8 com dois turbocompressores. A Pantera alegou que o carro poderia atingir a velocidade máxima de 322 km/h, mas essas alegações nunca foram aferidas. A inspiração para este estranho carro esportivo de seis rodas veio de outro modelo de eixo dianteiro duplo e seis rodas: o Tyrell P34. O Panther 6 também incluía uma capota conversível destacável, telefone e até mesmo uma televisão. As rodas dianteiras foram equipadas com pneus 205/40 VR13, enquanto as rodas traseiras apresentavam pneus VR16 265/50.

8 – Tyrrell P34

O Tyrrell P34, também conhecido como Project P 34, é o seis rodas mais conhecido da história do automóvel. Era um carro de corrida de Fórmula 1 de seis rodas, que buscava melhor aderência na dianteira, melhor capacidade de frenagem e aerodinâmica mais eficiente. Este carro de seis rodas não foi um fracasso, de forma alguma. Ele fez sucesso nas pistas, e tem sido o carro mais fácil de identificar na história do automobilismo. A equipe Tyrell foi bem nos campeonatos mundiais de Fórmula 1 de 1976 e 1977, ficando em terceiro e quinto lugar, respectivamente. A Tyrrell voltou a um layout mais convencional da F-1 para a temporada de 1978 por conta do regulamento, que limitou os carros a quatro rodas. Este foi um carro icônico pela ousadia.

7 – Ford Seattle-ite XX1

Há algo especial em carros conceituais clássicos (também conhecidos como show cars) como o Ford Seattle-ite XX1. O visual futurista e retrô de muitos desses carros é algo que provavelmente nunca mais veremos em nossa vida. Os fabricantes de automóveis ficaram apaixonados pela corrida espacial nos anos 1950 e 1960, então é por isso que os show cars daquela época parecem naves espaciais de filmes antigos de ficção científica. O Ford Seattle-ite XX1 foi um conceito construído para a Feira Mundial de Seattle de 1962. O carro tinha quatro rodas na frente e duas rodas na traseira. O conceito tinha inúmeros recursos que chegariam ao mercado mais tarde, como sistemas de informação e unidades de energia intercambiáveis de células de combustível. Claro, carros de seis rodas não decolaram…

6 – Dodge T-Rex

Esta picape conceito Ram fez sua estreia em 1997, e mesmo tendo um visual ameaçador e nome intimidador, o conceito nunca chegou ao mercado. O motor deste caminhãozinho de seis rodas tinha impressionantes (para a época) 300 cv. “Queríamos fazer algo que nada pudesse parar”, disse Leon Dong, da área Advanced Chassis & Drivetrain da Dodge Truck, “mas também queríamos fazer algo para existir no mundo real, algo que eventualmente poderia ser feito.” Infelizmente, não foi feito, mas teria sido interessante se tivesse existido.

5 – De Leotard Renault 5

Este é definitivamente o carro de seis rodas mais feios desta lista. No entanto, esta versão modificada de seis rodas do Renault 5 hatch era muito mais potente e mais apta ao off-road do que a versão padrão de quatro rodas. Christian de Leotard começou convertendo Range Rover em off-road de seis rodas, e então ele passou para essa estranheza. Com seis rodas, este Renault poderia transportar até 700 kg , e de Leotard até entrou com uma dessas criações bizarras no Rally Paris Dakar de 1980. Isso prova que não há limites para a engenhosidade automotiva quando a criatividade e a pura vontade estão envolvidas.

4 – Saab 906 Turbo

Criado pelo desenhista Leif Melberg, o Saab 906 turbo foi o maior Saab já construído. Com carros conceituais bizarros como este, não é de admirar que a Saab faliu. Se essa monstruosidade de seis rodas tivesse ido ao mercado, a Saab teria falido muito mais cedo. Este conceito foi equipado com uma série de dispositivos desnecessários, como sistema de vídeo, som estéreo, geladeira, freezer, armários aquecidos, rádios policiais, detectores de radar, computador de cruzeiro e sistema de alarme. Era um carro repleto cheio de coisas que a maioria dos suecos normais não precisava ou queria em um veículo. Este Saab nem acabou em um museu. Em vez disso, foi parar em um ferro-velho.

3 – Citroen Cruise Crosser

Esta picape francesa foi realmente muito bem recebida pelos jornalistas automotivos que conheceram o veículo. Além de um conjunto extra de rodas, o Cruise Crosser veio com uma terceira fileira de assentos e motor 2.2 de 4 cilindros e 160 cv. Esta picape poderia atingir velocidades de 300 km/h e acelerava de zero a 100 km/h em cerca de 9 segundos. O conceito foi bastante atraente graças às seis rodas e ao trabalho de pintura laranja brilhante, e teve bom desempenho nas ruas. A falta de tradição da marca com picapes freou o projeto.

2 – Sbarro Function 1978

Ninguém sabe muito bem o que o desenhista suíço de carros Franco Sbarro estava pensando quando ele trouxe ao mundo, em 1978, este Sbarro. Ele foi contratado para criar um escritório móvel para um bilionário saudita, e a primeira coisa que surgiu em sua mente foi essa monstruosidade. O Sbarro Function veio equipado com quatro poltronas grandes, dois telefones, uma televisão e uma geladeira. Sbarro e o bilionário esperavam trazer 25 desses carros para o mercado, mas não houve interesse do público.

1 – Alfa Romeo T33/6/12

Este carro é pouco conhecido. Por muitas décadas houve uma obsessão no mundo das corridas para criar modelos de competição de seis rodas bem-sucedido; March e Williams tentaram na Fórmula 1, na esteira da Tyrrell. O Alfa Romeo T33/6/12 é mais um exemplo de engenheiros esperando que seis rodas trouxessem melhor tração e dirigibilidade na pista. O carro estava programado para competir na “12 horas de Sebring” em 1970, mas foi roubado por alguns adolescentes antes da corrida, e perdeu seu motor e outros componentes. Por isso, este modelo nunca pode tentar qualquer sucesso nas pistas. O chassi foi encontrado duas semanas depois do furto em um laranjal próximo. Por vários anos depois deste incidente circularam histórias sobre um hot rod V12 que estava fulminando todos os concorrentes na área de Sebring… 


Compartilhe!
1721428096