CARRO DO DIA A DIA DE FANGIO VAI A LEILÃO

Compartilhe!

f1

No início deste ano, foi vendido em leilão -por mais de US$ 25 milhões- um dos Mercedes-Benz W196 (“Flecha de Prata”) de Fórmula 1 de Juan Manuel Fangio, então o maior valor já alcançado nesse tipo de venda por um carro. Na semana passada uma Ferrari 250 GTO 1963 superou essa marca (veja matéria aqui no site). A Silverstone Auctions, do Reino Unido, está vendendo outro carro de Fangio, que poderá ser comprado por um preço bem menor, nos dias 15 e 16 de novembro.

O carro é um IKA Renault Torino  380S de 1970, que Fangio utilizava para ir e voltar das pistas. A venda inclui documentos que comprovam que Fangio foi proprietário do carro, como documentos de seguro, revisões do carro e a licença internacional.

“Estamos muito orgulhosos por termos sido escolhidos pela sua família para apresentar ao mercado internacional o valioso modelo no nosso leilão no Reino Unido”, afirmou Nick Whale, diretor da Silverstone Auctions. O carro vai ser vendido sem reserva de preço e na condição original, sem restauro e sem ter sido tocado desde que Fangio morreu em 1995.

A IKA – Industrias Kaiser Argentina, foi criada como uma joint venture entre a Kaiser Motors da América, e o governo argentino em 1955. Na década de 1960, a empresa quis criar o seu próprio modelo, exclusivamente argentino, em vez de montar carros estrangeiros.

O Torino utilizava a plataforma do Rambler American de segunda geração e trouxe desenho interno e externo criado pela Pininfarina. Os motores eram cópia dos seis cilindros em linha da Jeep, produzidos na Argentina. As versões top de linha receberam carburadores Weber para aumentar a potência para 215cv.

O Torino foi um enorme sucesso na Argentina e era visto como o carro nacional daquele país, concorrendo direto com o Ford Falcon. Foi popular a ponto de ser usado como base para carros de corrida e ainda ficou em terceiro lugar numa corrida de 84 horas em Nürburgring, em 1969.

A produção foi de 1966 e 1982. A Renault comprou a IKA em 1978 e, além de uma atualização do desenho, manteve o Torino em produção sem grandes alterações mecânicas por quatro anos.

f2 f3 f4 f5


Compartilhe!
简体中文 简体中文 English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano 日本語 日本語 Português Português Español Español