CarrosSlide

Como funcionam as cinco embreagens do Koenigsegg Gemera

Compartilhe!

Apesar de ser um carro de quatro lugares, o Koenigsegg Gemera supera com folga a maioria dos super-esportivos de dois lugares, tanto com motor a combustão quanto elétricos. Mesmo assim, segundo a própria empresa sueca, o foco do Gemera são “viagens em família a alta velocidade” e com o máximo de segurança e conforto.

A versão final do modelo será oferecida com duas combinações mecânicas diferentes. A versão de acesso (se é que isso é possível) combina o motor Freevalve biturbo de três cilindros e 2.0 litros Tiny Friendly Giant (ou TFG, na sigla em inglês) com o novo motor elétrico Radial Flux, que a marca chama de Dark Matter. É o primeiro motor elétrico de seis fases do mundo.

por Ricardo Caruso

Só para registrar, o TFG é o motor de três cilindros mais potente do mundo.

Este motor elétrico desenvolve 800 cv e tem 125 mkgf de torque máximo. O TFG de combustão interna, por sua vez, é capaz de desenvolver 600 cv de potência e oferece uma solução mais leve e eficiente em comparação com qualquer outro motor de combustão convencional. Com essa combinação mecânica, a potência total é de 1.400 cv e 185 mkgf de torque.

Aqueles que procuram desempenho superior podem combinar o motor Dark Matter com o novo 5.0V8 biturbo da Koenigsegg, emprestado principalmente do Jesko. Para usá-lo no Gemera, a empresa modificou os turbos e o escapamento em uma configuração de “Hot V”. Como resultado, o escapamento sai pela tampa traseira e a potência total aumenta.

No total, nesse caso temos nada menos que 2.300 cv e 275 mkgf de torque, queimando combustível E85. A troca do motor HV8 no lugar do três cilindros acrescenta à conta final cerca de US$ 400 mil. Ambas as versões contam com tração integral e distribuição de torque nas quatro rodas.

Além de seus impressionantes números de potência, deve-se notar que a transmissão LightSpeed foi trabalhada para criar o que a fabricante chama de transmissão Light Speed Tourbillon (LSTT), na verdade uma obra-prima da engenharia. Como resultado, o Gemera Plug-in Hybrid pode impulsionar as quatro rodas com qualquer trem de força usando um número impactante de “pacote de embreagem”.

Na longa lista de patentes podemos observar no vídeo a seguir como tanto o motor a combustão quanto o motor elétrico podem enviar energia para os eixos dianteiro e traseiro. Ele faz isso por meio de um conjunto de cinco embreagens, que gerenciam a potência de cada roda.


Compartilhe!
1716053409