Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Depois do acidente: peças roubadas do F-3 de Sophia Floersh foram recuperadas

Compartilhe!

Peças do carro da piloto alemã Sophia Floersh foram roubadas depois do violento acidente que sofreu no GP de Macau de Fórmula 3 e foram agora recuperadas pelas autoridades. Estavam sendo vendidas em leilões na Internet…

O chefe da equipe Van Amersfoort Racing (VAR) disse que peças do Dallara, como a asa dianteira e o limitador de ar do motor, foram removidas da cena do acidente por ladrões e depois descobertas à venda online. “Um amigo nos informou disso. Eu pensei, ‘Caramba, a asa da frente sobreviveu’!  Então, notificamos a polícia e eles recuperaram as peças. Esses são alguns dos dias que eu nunca mais vou esquecer”, afirmou Frits van Amersfoort.

A VAR espera espera agora na Holanda a chegada das peças do carro de Sophia Floersch, agora recuperadas.

Por outro lado, a piloto de 17 anos está liberada para voltar às pistas. Ela já tinha indicado 2019 para iniciar um novo ciclo na sua carreira, após sobreviver ao violento acidente que sofreu em Macau. Agora ela anunciou que vai continuar na Fórmula European Masters –antiga Fórmula 3 Europeia– que servirá de preliminar para a DTM.

A piloto alemã confirmou o seu regresso às pistas no próximo ano, mantendo-se na equipe Van Amersfoort Racing. “Estou convencida de que a Fórmula European Masters é perfeita para mim. O carro é fantástico e oferece aos jovens pilotos a oportunidade de aprender muito. Eu gosto muito de competir pela VAR, já que me sinto muito confortável na equipe”, afirmou Floersch.

A alemã conta que “não foi fácil o começo, já que não tinha absolutamente nenhuma experiência com um Fórmula 3”, mas que a VAR lhe tem dado todo o apoio para o regresso: “Eles me ensinaram muito e agora quero celebrar sucessos com eles”.

Sophia Floersch comentou que, quando viu o seu acidente, em vídeo sentiu “tudo um pouco surreal”. “Eu sei que tive sorte e sou grata que o Dallara seja um carro tão seguro. Já posso começar a treinar de leve e espero poder entrar no cockpit no início do ano”, explicou.

Van Amersfoort, o chefão da equipe, assegurou também que Floersch “está se recuperando muito bem e está de bom humor. Espero que ela possa começar a treinar no simulador no mês que vem”, finalizou.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *