Carros

Elétrico: começam as encomendas para o Jeep Avenger. Na Europa…

Compartilhe!

Notícia boa: depois das reservas para a versão First Edition, a Jeep abriu as encomendas para os outros Avenger, o seu primeiro modelo elétrico, com as entregas sendo iniciadas no segundo trimestre do ano.

Notícia ruim: este programa de vendas é para o mercado europeu…

por Ricardo Caruso

O Avenger, já apresentado, é o principal lançamento da Jeep para este ano de 2023: além de passar a ser o carro de entrada da marca norte-americana, é também o seu primeiro modelo 100% elétrico. As encomendas para o Avenger começaram em dezembro último, mas apenas para a versão especial de lançamento “First Edition”; agora a Jeep expande as vendas para toda a linha de seu SUV pequeno.

O “baby-Jeep” estará disponível em três versões —Longitude, Altitude e Summit—, todos elas com uma só motorização. Trata-se de um motor elétrico, acoplado ao eixo dianteiro, com 156 cv de potência máxima e 26 mkgf de torque máximo, capaz de acelerar o Avenger de zero a 100 km/h em apenas 9,0s. É alimentado por uma bateria de 54 kWh que garante autonomia máxima que varia -dependendo da versão- entre os 390 e 404 km.

A bateria pod ser carregada em corrente contínua com um cabo Tipo 4 de 100 kW num posto de carregamento rápido, onde bastam três minutos para garantir 30 km de autonomia adicional. Para carregar dos 20% aos 80% em corrente contínua são necessários apenas 24 minutos. Se a recarga for feita em corrente alternada a 11 kW, para ir do 0 aos 100% vai ser preciso quase seis horas.

Como já dissemos, são três as versões disponíveis para o novo Jeep Avenger: Longitude, Altitude e Summit. Pode-se associar ainda até cinco “pacotes” opcionais de equipamento, que podem variar conforme a versão, com quatro níveis de personalização: Infotainment & Functionality, Driver assistance, Style e Comfort.

Na versão de entrada Longitude, o Jeep Avenger inclui rodas de liga leve de 16 polegadas, ar condicionado automático, maçanetas das portas na cor da carroceria, placas de proteção em cinza e faróis full LED. Os equipamentos tecnológicos incluem cruise control e assistência de manutenção na faixa, trazendo ainda tela central de 10,25 polegadas e tela do painel de instrumentos de 7 polegadas, e há ainda recursos como o Hill Descent Control e Selec-Terrain.

Já o Altitude usa rodas de 17 polegadas, placas de proteção prateadas e bancos em tecido e vinil. O painel de instrumentos passa a ser com tela de 10,25 polegadas e a tampa traseira ganha abertura elétrica (com abertura e acesso “mãos-livres”).

Por fim, o top de linha é o Summit, com rodas de 18 polegadas e, além dos faróis, também as lanternas são com LED. No interior, é a luz ambiente multicolorida e a área frontal do painel na cor da carroceria que chamam a atenção, e o carregador sem fios para celular passa a ser de série. Oferece também de série condução autônoma de Nível 2, sensores de estacionamento a 360º e câmara traseira com vista superior do tipo drone.

São sete cores de carroceria disponíveis para o Avenger: três cores sólidas (Snow, Volcano e Ruby) e quatro cores metálicas (Sun, Lake, Granite e Stone). Está ainda disponível uma pintura de dois tons, com teto Volcano nas versões mais caras.

No mercado brasileiro, o Avenger (que é menor que o Renegade) deve chegar entre o final do segundo semestre de 2023 e o início de 2024. Mas ao invés de elétrico, o SUV virá em versão híbrida leve com sistema de 48V e motor flex, configuração para países “emergentes”.


Compartilhe!
1713159475