Blog dos Caruso

Evolução: a grade das Mercedes. Qual você prefere?

Compartilhe!

A primeira vez que Wilhelm Maybach instalou seu radiador de “colmeia” na Mercedes 35 PS foi em 1900, e foi um projeto patenteado que resolveu o problema de arrefecimento da temperatura do motor de combustão interna de uma vez por todas, e permitiu a produção de veículos que não só eram mais potentes, mas também mais confiáveis.

por Ricardo Caruso

Como o radiador estava na frente do veículo, isso teve impacto imediato na imagem da marca. Uma nova era tinha começado, e os concorrentes foram rápidos em imitar essa invenção.

Agora, mais de 120 anos depois, aqui estamos nós novamente. Os veículos elétricos estão trazendo uma nova “cara” aos carros, à medida em que buscam melhorar a aerodinâmica e reduzir suas necessidades de resfriamento significativamente em comparação com os carros convencionais.

Resfriar o motor foi um dos maiores desafios nos primeiros dias de existência do automóvel. Havia a necessidade de um sistema de reduzir com eficiência a temperatura da águia em um circuito fechado. Uma das primeiras soluções foi o radiador tubular, inventado por Maybach em 1897. Consistia em um tanque de água estreito com tubos abertos através dos quais o ar fluía enquanto o carro rodava. Um ventilador ligado ao virabrequim permitiu que o sistema continuasse funcionando mesmo quando o motor estava em marcha lenta.

O avanço veio em 1900 com o radiador tipo colmeia no Mercedes 35 PS. Consistia em mais de 8.000 pequenos tubos com uma seção quadrada transversal de cerca de seis milímetros por lado. A área frontal maior e o aumento do fluxo de ar oferecido pelos tubos quadrados proporcionaram uma potência de resfriamento significativamente maior.

Churrasqueira Mercedes-Benz
O motor de 35 cv da primeira Mercedes só precisava de nove litros de água em vez dos 18 anteriores. Um ano e uma série de melhorias depois, foi reduzido para apenas sete litros.

Até meados da década de 1930, praticamente todos os carros de produção da série tinham desenho de radiador semelhante, com pequenas variações. A grade do radiador com a dobra vertical distinta no centro apareceu em 1911 e permitiu uma superfície de resfriamento maior.

Nos primeiros 40 anos de história do automóvel, o radiador tinha uma função puramente prática. As montadoras inicialmente não a viam como uma marca registrada de uma empresa.

A grande mudança veio em 1931 com a chegada do Mercedes-Benz 170 (W15). Pela primeira vez, o radiador foi montado com proteção atrás de uma grade. O novo componente fazia parte do capô e foi projetado com muito cuidado. A forma elegante, arredondada e retangular foi baseada no desenho do próprio radiador. No entanto, também foi complementado por um quadro cromado largo, que transmitia uma ideia de qualidade e elegância atemporal.

Posteriormente, a grade cromada tornou-se uma das características mais reconhecíveis da marca. Os desenhistas da Mercedes-Benz trataram esse item com cuidado e apenas adaptações muito graduais à sua forma geral até a década de 1960. Em seguida, a grade Mercedes-Benz cresceu em largura e encolheu em altura. O foco na maior largura transmitia mais potência e presença.

Na década de 1950, a Mercedes-Benz criou um segundo projeto de radiador totalmente independente. O lendário 300 SL “Gullwing” e o menor roadster 190 SL receberam uma alternativa moderna, conhecida internamente como a “cara de carro esportivo”.

As ofensivas do modelo dos anos 1990 e 2000 fizeram com que a parte dianteira dos carros da Mercedes mudasse para uma aparência mais esportiva.

O desenhoi da grade do radiador nos modelos Mercedes-Benz de hoje é ainda mais especial e, acima de tudo, mais escultural. As diferentes formas, contornos e aletas facilitam a distinção entre as linhas do modelo sem negligenciar o caráter característico da marca, oui seja, a “Mercedes-Benz grille“.

Embora a condução elétrica signifique que um radiador não é mais necessário na frente do veículo, ainda há necessidade de entrada de ar. No entanto, os desenhistas têm a liberdade de colocá-los em outro lugar, o que abre a oportunidade de criar um visual frontal completamente novo e distinto. Em vez da grade há um painel preto com uma estrela central que se incorpora perfeitamente com os faróis inovadores.


Compartilhe!
1716770275