Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Híbrido: Opel Ampera vai sair de linha

Compartilhe!

i

Quando a Chevrolet renovar a linha Volt, em 2016, não restará nenhum modelo com extensão de autonomia do grupo GM na Europa.Isto porque a Chevrolet, que produz o Volt, já estará fora do mercado europeu em 2016 –mesmo ano em que a marca vai renovar o seu modelo híbrido– e a Opel vai aproveitar para tirar de linha o Ampera, irmão gêmeo do Volt.

Nada é ainda oficial, mas comentários vindos da Opel asseguram que o Opel Ampera vai ser descontinuado. Apesar de ter sido considerado “Carro do Ano 2012”, o Ampera foi teve bons níveis de vendas desde o seu lançamento. Em 2013 a Opel vendeu 3.184 carros, 40% a menos que no ano de lançamento, e em 2014 a queda é ainda mais forte, com menos 67%, que se traduz em míseros 332 carros vendidos. Na Alemanha, nos primeiros seis meses, foram vendidos 46 Ampera. A Ferrari vendeu 83 das caríssimas F12 Berlinetta nesses mesmos seis meses.

Diante destes números e da falta de apoio dos governos europeus, que se recusaram a aceitar o Ampera e o Volt como elétricos, catalogando-os de híbridos e com menos incentivos, Steve Girsky, na época vice.-presidente da GM, ficou irritado: “todos os governos da Europa dizem ‘queremos veículos elétricos’, nós aparecemos com um e onde estão os governos”?

Assim, percebe-se porque o Ampera vai terminar a sua carreira em 2016, quatro anos depois de ter sido colocado à venda. Uma pena


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español