Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Híbrido, sete lugares e tração integral: é o novo Honda CR-V do Primeiro Mundo

Compartilhe!

A Honda mostrou o novo CR-V, que fará a sua estreia no Salão do Automóvel de Genebra. A nova geração do SUV da marca japonesa -foi o SUV mais vendido nos Estados Unidos em janeiro- chega com mais espaço no interior, melhor acabamento e um desenho mais refinado. Além disso, terá sete lugares, inédita versão híbrida e tração integral. Mas não se anime, isso é só para o Primeiro Mundo. Por aqui você deve mesmo se contentar, no máximo, com um motor flex.

É pelo desenho que vamos começar, já que o visual do Honda CR-V mudou significativamente. O pára-choque dianteiro redesenhado, os vincos do capô, a nova grade e os para-lamas mais largos deixam o SUV mais agressivo e imponente.

No interior, o habitáculo transmite a sensação de acabamento de maior qualidade. O painel é dominado por duas telas de sete polegadas, um para o multimídia e outra que assume as funções de painel digital de instrumentos. Os controles do sistema de climatização foram acomodados logo abaixo do “display”, no centro do painel.

A Honda garante que a nova suspensão foi feita para garantir a melhor relação entre o conforto, prazer ao dirigir e a capacidade todo-o-terreno. Mas a nova plataforma também tem influência no habitáculo, já que permite maior distância entre-eixos e, por sua vez, maior espaço disponível no interior.

Também por isso, esta nova geração do CR-V estreia uma nova versão de sete lugares que tem, disponível como opcional, a terceira fileira de bancos.

Outra das novidades é a chegada de uma versão híbrida, a primeira na trajetória deste SUV. Trata-se do sistema híbrido “Intelligent Multi Mode Drive” da Honda, que combina um motor a gasolina i-VTEC de 2.0 lcom dois pequenos motores elétricos. Haverá também um motor a gasolina 1.5 VTEC Turbo, que pode trabalhar com uma caixa automática CVT ou manual de seis velocidades.

Estas duas versões contam com tração dianteira de série, mas podem ser associadas com um sistema de tração integral, que deixa este SUV mais eficiente no fora-de-estrada, até porque a Honda aumentou a distância livre em relação ao solo em 38 mm.

A estreia no mercado está marcada para depois do Salão de Genebra, ainda que as primeiras entregas só estejam agendadas para o segundo semestre deste ano. O primeiro motor disponível será o 1.5 VTEC Turbo a gasolina. Mais tarde, no início do próximo ano, chega a versão híbrida. Tudo isso, como já dissemos, para os mercados mais exigentes. 


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español