Slide

KTM X-Bow-XR, o esportivo peso-pena

Compartilhe!

A KTM, empresa austríaca fundada em 1934 e mais conhecida por suas motocicletas produzidas a partir de 1953, apresentou seu primeiro modelo de quatro rodas projetado para as ruas. O novo X-Bow GT-XR, que foi mostrado recentemente, não esconde suas raízes no carro de pista X-Bow original, que a KTM lançou em 2008, mas está mais intimamente relacionado com o carro de corrida X-Bow GT2, lançado em 2020.

por Marcos Cesar Silva

Debaixo da carroceria está um chassi de fibra de carbono, que a KTM afirma estar entre os melhores no quesito rigidez torcional, melhor mesmo que a maioria dos chassis de carbono usada em qualquer carro de ruas. Isso apesar de pesar apenas 90 kg. A fibra de carbono também é usada para a carroceria e interior, ajudando a manter o peso total em apenas 1.250 kg. Garantia de acelerações estonteantes.

A potência vem de um de cinco cilindros turbo, 2,5 litros, de origem Audi, que é montado atrás da cabine e move as rodas traseiras por meio de uma transmissão automática de dupla embreagem de sete velocidades e diferencial auto-blocante. O motor está calibrado para entregar 493 cv e 59 mkgf de torque, o que em um carro como esse deve se traduzir em desempenho muito bom. O tempo de 0-100 km/h é de 3,4 segundos e a velocidade máxima é de 280 km/h, de acordo com a KTM.

A suspensão usa amortecedores Sachs, enquanto ns freios encontramos pinças de oito pistões no eixo traseiro. Para compradores que buscam economizar mais peso, discos de freio de carbono-cerâmica estão disponíveis. Um kit de elevação hidráulica para a suspensão dianteira também está disponível.

O carro é equipado com rodas dianteiras de 19 polegadas e traseiras de 20 polegadas -da OZ Racing- de série, calçadas com pneus 235/35 e 295/35, respectivamente na frente e atrás. Rodas de cubo rápido, maiores, também podem ser encomendadas.

KTM X-Bow GT-XR

A entrada para a cabine de dois lugares é feita por meio de um teto estilo caça a jato, que é operado eletricamente, e no interior temos bancos esportivos, tipo “concha”, de fibra de carbono revestidos com camurça, bem como um volante removível com um conjunto de instrumentos digital integrado. Apesar do tamanho reduzido do carro, ainda há um pequeno, mas útil espaço de 158 litros no porta-malas.

A produção do X-Bow GT-XR está sendo feita na fábrica da KTM em Graz, Áustria, e é limitada a 100 unidades por ano. Os preços lá começam em US$ 282 mil e as entregas nos mercados onde a KTM opera estão programadas para começar em 2023.


Compartilhe!
1713907986