Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Mão robótica criada pela GM/NASA terá aplicação na medicina

Compartilhe!

Do espaço para a medicina: a luva robótica desenvolvida por meio da parceria entre a General Motors (GM) e a Agência Espacial Norte-Americana (NASA) -inicialmente criada para utilização em missões na Estação Espacial Internacional- está sendo agora aplicada na área dos cuidados de saúde, graças a um acordo de licenciamento entre a GM e a Bioservo Technologies, em;presa de tecnologia sueca na área da medicina.

GM-NASA-RoboGlove-01

Em conjunto com a GM, a Bioservo vai combinar tecnologias da sua luva SEM (Soft Extra Muscle) com a RoboGlove, um elemento utilizável e que serve para multiplicar a força humana, desenvolvida por meio de colaboração entre a GM e a NASA ao longo de nove anos, que incluiu ainda o Robonaut 2 (R2), um robô humanóide que foi lançado para o espaço em 2011.

GM-NASA-RoboGlove-03

As RoboGloves utilizam sensores de ponta, atuadores e cabos que são comparados aos nervos, músculos e tendões de uma mão humana. Um requisito do projeto da R2 foi o de operar ferramentas criadas para utilização humana, e os engenheiros conseguiram alcançar uma mão direita de funcionamento perfeito.

GM-NASA-RoboGlove-Graphic

A Bioservo vai desenvolver um novo elemento para uso industrial, que poderá aumentar a eficiência ao mesmo tempo que reduz a fadiga na mão humana. A pesquisa feita por esta entidade demonstra que os sintomas de cansaço numa mão podem acontecer apenas poucos minutos após segurar continuamente uma ferramenta. Trata-se de uma forma preliminar de aplicação de elementos de exo-esqueleto para tarefas desempenhadas por humanos.

1+

Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español