MiniaturasSlide

MINI MODELS: os 25 Hot Wheels mais raros (e caros)

Compartilhe!

Nos últimos 54 anos, os carrinhos da Hot Wheels tornaram-se uma espécie de frenesi, tanto entre as crianças, como também entre os adultos, que os colecionam como se estivessem adquirindo verdadeiras raridades. Fabricados aos milhões a cada ano, estão longe disso em 99% dos casos, mas sempre surgem alguns modelos interessantes por alguma razão.

por Marcos Cesar Silva

Batmobile 1966: nessa decoração, não é nem raro e nem caro…

Desde 1968 a marca da Mattel tem desenvolvido carrinhos diferentes de todos os outros, desde réplicas de automóveis reais, ou mesmo de criação própria e coisas estranhas, como vaso sanitário com rodas ou patinhos de borracha motorizados, alguns com muitos detalhes interessantes. Apesar do seu preço baixo (cerca de US$ 1 nos Estados Unidos), aqueles exemplares podem se tornar raros raros e valer uma pequena fortuna. A referência nesse segmento de escala 1/64 é a Matchbox, seguida pela Corgi, Tomica, Majorette, Lego e muitos outros.

AUTO&TÉCNICA traz 25 exemplos dos carrinhos que estão entre os mais raros da marca americana.

Chevrolet Custom Camaro Enamel White (1968)


 
Como dissemos acima, a Hot Wheels iniciou-se na produção de carrinhos em 1968, com uma seleção de 16 modelos. Tempos depois esses moldes foram furtados e reapareceram na Argentina e depois no Brasil, vendidos Como Esdeco Muky Superveloz. Um desses modelos era o Camaro, um automóvel novo na época. A empresa produziu réplicas do Camaro em branco, mas estes seriam só protótipos, no entanto, devido a um erro, alguns foram postos à venda ao público, acreditando-se ser o primeiro modelo Hot Wheels produzido. A sua cor branca servia o propósito dos desenhistas observarem os erros e assim poder corrigi-los. Hoje em dia são poucos os que existem, sendo considerado o terceiro Hot Wheels mais raro de todos os tempos, podendo chegar a valores de US$ 2.500 desde que absolutamente originios e perfeitos, praticamente intocados (mint conditions).

Camaro Copper Custom (1968)


 
Este é outra versão do Camaro, lançada em 1968, na cor Copper Brown, que pela sua raridade hoje pode chegar aos US$ 2.000. Essa primeira série da HW é chamada de “redline”, identificada pela faixinha vermelha nos pneus

Beatnik Bandit rosa (1968)


 
Este modelo, baseado num automóvel construído por Ed Roth, é um dos 16 originais de 1968, sendo bastante popular. Mas, a Hot Wheels lançou pouco mais de 100 unidades pintadas na cor de rosa, tornando-se a cor mais rara e podendo hoje chegar aos US$ 15.000, sempre em mint conditions e de preferência na embalagem original..

Volkswagen Custom Beetle (1968)


 
Estes Volkswagen Beetle pertencem aos primeiros 16 modelos produzidos pela Hot Wheels em 1968, com um motor V8 montado na frente. Uma versão destes Beetle era a que tinha teto solar estampado, mas alguns vinham abertos, podendo estes chegar aos US$ 1.500.

Python/Cheetah (1968)


 
O Python foi um modelo fantasia de bastante sucesso em 1968, baseado no Dream Rod produzido por Bill Cushenbery. No entanto, o seu nome original era Cheetah, mas a Hot Wheels descobriu que esse nome já estava em uso e então os primeiros protótipos já traziam gravado Cheetah na base. Hoje são extremamente raros, pois a maior parte foi destruída na época pela Mattel, podendo valer US$ 10.000.

Beach Bomb Rear Loading rosa (1969)


 
Este é o Santo Graal da Hot Wheels. A marca foi sempre em busca da cultura automotiva para produzir os seus carrinhos e, dessa forma, sempre produziu muitos Volkswagen. Um dos modelos mais raros e com maior valor da Hot Wheels é a Beach Bomb Rear Loading cor de rosa. Isto porque este modelo é um protótipo que nunca foi lançado e somente seis ou oito exemplares foram produzidos, para a empresa presentear seus empregados. Trazia duas pranchas de surf e era mais estreita do que o normal, não podendo ser usada nas pistas da HW. Para lançar no mercado, a carroceria foi alargada. Estes exemplares desapareceram e hoje só se sabe da existência de um, que foi vendido por US$ 72.000.

AMC AMX Ed Shaver Custom (1969)


 
Em 1969, a Hot Wheels lançou uma série limitada do AMC AMX Ed Shaver Custom, que somente foram vendidos no Reino Unido, pois o piloto era patrocinado pela Hot Wheels e só estava disponível em eventos onde a equipe participava. Hoje em dia podem chegar a valer cerca de US$ 4.000.

Mad Maverick (1970)


 
Este foi um dos modelos em que a Hot Wheels não verificou a utilização do nome e lançou, no início dos anos 1970 como Mad Maverick. Mas a Johnny Lightning já tinha os direitos desse nome, e então a Hot Wheels teve de mudar para Mighty Maverick. Ainda assim, sobreviveram alguns protótipos e modelos de pré-produção com o nome Mad Maverick gravado, e hoje podem valer até US$ 20.000.

Red Baron (1970)


 
Nos anos 1970, os Red Baron eram os modelos mais vendidos da Hot Wheels, mas por alguma razão, os que tinham o interior branco eram mais raros de encontrar e hoje podem valer US$ 3.000.

The Demon (1970)


 
O “The Demon”, baseado num Ford Hot Rod 1932, é bastante raro, sendo mais usual encontrar nas cores verde escuro ou azul, existindo também o magenta e roxo, podendo estes chegar aos US$ 1.500.

Cord 812 rosa (1971)


 
A Hot Wheels lançou em 1971 o Cord 812. É um modelo algo raro, ainda mais pintado em rosa metálico, chegando hoje aos US$ 2.000.

Oldsmobile 442 roxo (1971)


 
Em 1971 a Hot Wheels produziu o Oldsmobile 442, inserida na série Redline. Nas várias cores existentes, o roxo é o mais raro, podendo valer US$ 5.000.

Bye Focal (1971)


 
Com desenho inspirado no Dodge Challenger, mas com dois motores V8 na frente, a Hot Wheels produziu o Bye Focal no início dos anos 1970. O modelo é raro, mas mais valioso ainda é o roxo, que pode chegar aos US$ 7.000.

Mutt Mobile (1971)


 
Este modelo apareceu em 1971 e foi bastante popular, trazendo dois pequenos cães no compartimento traseiro. Foi produzida uma versão no México, com pintura especial e rodas diferentes, durante um curto período de tempo. Este Mutt Daddy Mobile pode chegar aos US$ 1.000.

Evil Weevil (1971)


 
Utilizando os moldes do Volkswagen Beetle que não foram surrupiados, a Hot Wheels produziu o Evil Weevil, com rodas e cores especiais. Devido ao fato que ter sido produzido em pequena quantidade, principalmente nas cores magenta e roxo, hoje o preço pode chegar aos US$ 3.000.

Roger Dodger azul (1974)


 
A série Roger Dodger, com base no Dodge Challenger SE, teve bastante sucesso durante décadas e ainda hoje existe. No entanto, em 1974 foram produzidos pouquíssimos modelos em azul, possivelmente até foi um erro da própria Hot Wheels, que hoje podem atingir US$ 8.000.

Poison Pinto (1976)


 
O Poison Pinto, baseado no Ford Pinto Van, foi introduzido em 1976 e desde então tem sido produzido em diferentes versões de tempos em tempos. Os primeiros exemplares, em perfeito estado, podem custar cerca de US$ 200.

GMC Motorhome dourada (1977)


 
No final dos anos 1970, a Hot Wheels lançou uma réplica da GMC Motorhome. A mais rara é a versão pintada de dourado, produzida em cerca de 30 unidades, a pedido da própria General Motors para ceder dar de brinde. Hoje podem valer mais de US$ 3.000.

Heroes Spiderman (1978)


 
Por vezes, a Hot Wheels lança modelos com decorações de filmes ou quadrinhos famosos, e um exemplo disso é a Heroes Spiderman Van, produzida somente durante dois anos. Hoje um exemplar em perfeitas condições pode chegar aos US$ 150. Não parece muito, mas é mais de 150 vezes o valor original.

Side-Splitter Funny Car #271 (1995)


 
Nem todos os carrinhos mais valiosos da Hot Wheels são dos seus primórdios, como este Side-Splitter Funny Car, número 271, lançado em 1995. O que faz deles valiosos é que houve um erro de impressão em pelo menos 12 deles. Sabe-se da existência de seis exemplares com esse erro, que podem chegar aos US$ 3.500.

Corvette Pro Street (2002)


 
Em 2002 a Hot Wheels lançou a série “Cool & Custom”, com detalhes e pinturas de melhor qualidade. Inserido nessa série está o Corvette Pro Street, que é bastante raro, com os preços a poderem exceder os US$ 2.000.

Batmobile (2004)


 
A Hot Wheels tomou a licença da Corgi e produziu o Batmobile durante anos, em várias combinações. Mas, em 2004 produziu uma versão especial para a “Comic-Con”, de San Diego. Estes modelos, com uma cor especial cinza azuladp, podem valer US$ 200.

Ecto 1A Premium (2010)


 
Este Cadillac de 1959 do filme Ghostbusters, chamada de Ecto 1A, é outro modelo icónico, tanto nas telas de cinema, como na linha Hot Wheels. Em 2010, foram lançadas três versões da Ecto 1A, uma normal e duas Premium, com melhores acabamentos e detalhes, valendo hoje cerca de US$ 1.000.

Scooby Doo Mystery Machine (2012)


 
Apesar de este ser o modelo com menos valor desta lista, é também o mais recente, lançado em 2012. Em pouco tempo a Mystery Machine do Scooby Doo passou a valer cerca de US$ 80.

DeLorean DMC-12 “Back to the Future”


 
Este é também um modelo bastante popular, tendo a Hot Wheels produzido em várias versões. A com maior valor é a que tem pneus de borracha, detalhes de melhor qualidade e cor especiais, podem valer até US$ 300.

O mais caro de todos: Diamond Encrusted 40th Anniversary Otto (2008)


 
Este carrinho foi encomendado para celebrar os 40 anos da Hot Wheels. Foi construído com 1388 diamantes azuis, 988 diamantes pretos, 319 diamantes brancos, oitos rubis e a carroceria foi feita em ouro de 18 quilates. O preço deste exemplar hoje é desconhecido, mas os entendidos dizem que custou cerca de US$ 140.000 dólares para produzi-lo, fazendo com que seja o Hot Wheels mais caro de todos os tempos, apesar de não ser um item realmente de coleção, apenas uma curiosidade.


Compartilhe!
1716469763