Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Motor mais antigo em produção vai sair de linha

Compartilhe!

Perto de completar de  60 anos de existência, o motor 6.7V8 da Bentley será substituído no fim do ciclo de mercado do atual Mulsanne.

a4b820c2bd1f6b5e4a8661eb3ad82b1e_XL

Ainda faltam cerca de cinco anos para que a Bentley lance a nova geração do Mulsanne. E será nesse momento que o motor mais antigo em produção, o 6.7V8, deixará de existir. A confirmação veio de Wolfgang Dürheimer, o chefão da marca britânica. Este motor com seis décadas de produção, foi lançado em 1959 com 6.200  cm3 de cilindrada, e será substituído por um V12.

Com o passar do tempo, o motor feito de alumínio recebeu turbo e de injeção direta, além de sistema de desativação de cilindros e comando de válvulas variável. Hoje, com dois turbos, o motor tem 505 cv no Mulsanne e 530 cv no Mulsanne Speed.

Apesar desta decisão, não está previsto que o outro motor V8 do grupo VW, biturbo 4.0 usado no Bentley Continental GT/Flying Spur e em alguns modelos da Audi, venha a ser também descontinuado.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español