Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

Porsche 356 Limousine 1953: mais exclusivo, impossível

Compartilhe!

Os automóveis estão entre as principais paixões que arrebatam as pessoas, e por isso atraem muitos muitos colecionadores. Não tanto pelos carros em si, mas também por toda história, objetos, memórias e elementos que os rodeiam. E quando a busca pela peça mais exclusiva de todas parece nunca ser saciada, há mesmo quem chegue a mandar construir peças únicas ao seu próprio perfil.

Foi o que aconteceu com este Porsche 356 Limousine de 1953. Pertence à coleção Taj Ma Garaj, de John Dixon, um norte-americano com enorme paixão pela marca alemã desde o primeiro 911 que viu passar pela sua frente, ainda durante os tempos de escola.

O Porsche 356 Limousine tem o número de chassi 50146, sendo que o modelo original estava num estado de conservação muito degradado. Conta com suspensão pneumática calibrada especificamente para este modelo e com motorização semelhante à original, mas um pouco mais potente, de forma a lidar melhor com o aumento de peso. Foi encomendado por John Dixon por mero diversão, para ser usado posteriormente nos eventos mais formais em que participava, como o casamento da sua filha.

Originalmente a carroceria foi construída pela Reutter, que tinha sido contratada pela Porsche para construir todas as carrocerias do 356, e por isso a empresa acabou sendo comprada pela Porsche, em 1963. Por esse motivo chegou a se pensar que poderia ter sido a própria Reutter que montou este modelo como protótipo, ou a pedido de algum cliente mais abastado. Após uma pesquisa mais aprofundada, foi encontrado um emblema da Sonauto no compartimento do motor, que era o distribuidor francês da Porsche, o que leva a crer que este modelo foi vendido novo em Paris.

 
O trabalho desenvolvido na transformação deste automóvel foi muito bem executado por Don Boeke, da Egyptian Custom Body, em Ohio, tendo como base um desenho feito por Byron Kauffman.  O Porsche 356 Pré-A utilizado estava em muito mau estado, sem assoalho e só com partes da carroceria. Nasceu, assim, a ideia de transformar a sucata numa limusine. O motor foi substituído por um de Porsche 912, com o número 4094339, mantendo a originalidade, pois trata-se de um quatro cilindros boxer arrefecido a ar, mas ganhando um pouco mais de potência.

 

As portas traseiras foram montadas na forma “suicida”. O interior apresenta qualidade excepcional, forrado com couro e madeira. Muitas funcionalidades foram incorporadas no automóvel, como um termômetro interior/exterior e um rádio Blaupunkt AM/FM. Os bancos traseiros são rebatíveis, para ter acesso a uma área onde podem sentar crianças ou transportar pequenos objetos. O teto solar, montado na traseira, foi extraído de um Fusca.

 A única Limousine Porsche 356 existente faz parte da coleção de John Dixon, que podia ser visitada durante alguns anos, mas agora, depois da sua morte, toda a coleção Taj Ma Garaj vai ser vendida em leilão, no Ohio, em setembro. Não conta com qualquer tipo de reserva e estima-se esta limisine que possa alcançar um valor entre os US$ 150 mil e 250 mil.

 

A Taj Ma Garaj conta com mais de 30 modelos da Porsche e da Volkswagen, alguns deles únicos no mundo e outros com especificações pouco comuns, mas também um elevado número de peças e memorabilia relacionadas com a marca e com um grau de exclusividade semelhante.

Além do Porsche 356 Limousine, aproveite também para dar uma olhada na garagem de John Dixon e da sua Taj Ma Garaj. Trata-se de uma das mais fantásticas “man caves” que existe. Para conhecer mais detalhes sobre cada um destes modelos e sobre a coleção em geral, visite aqui a página da Taj Ma Garaj na casa leiloeira.


Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *