Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

T.50: a mais recente criação de Gordon Murray

Compartilhe!

facebook sharing button
twitter sharing button
linkedin sharing button
sharethis sharing button

Com estilo inspirado no já clássico McLaren F1 e tecologia já aplicada na Fórmula 1, a Gordon Murray Automotive desenvolveu um dos automóveis esportivos que oferece excelente relação peso/potência. Destaque ainda para a curiosa ventoinha na traseira, que tem a função de melhorar a carga aerodinâmica.

$3.1M Gordon Murray T.50 Is A 21st Century McLaren F1 That Weighs ...

A mais recente criação do genial projetisca Gordon Murray, que fez fama na Fórmula 1 com a equipe Brabham, acaba de ser revelada e demonstra que o criador do McLaren F1 -considerado o carro mais perfeito de todos os tempos- nunca está para brincadeira.

Denominado T.50, tem peso de apenas 986 kg (menos do que um Mazda MX-5, por exemplo) e está equipado com um motor aspirado 4.0V12 , comque potência máxima de 654 cv e torque máximo de 46 mkgf. Resumindo: 1,50 kg/cv…

Gordon Murray Automotive T.50 is the "lightest supercar ever ...

Em termos de visual, é difícil não encontrar algumas semelhanças com o McLaren F1. Ambos possuem dianteira longa e tomadas de entrada estreitas nas extremidades. O pára-brisas arredondado, os vidros amplos nas portas e os painéis isentos de arestas no teto transmitem uma imagem futurista.

O chassi e a carroceria são fabricados em fibra de carbono, contribuindo para o baixo peso deste veículo. A Gordon Murray Automotive afirma que o chassi e os painéis exteriores pesam menos de 150 kg.

A ventoinha de 400 mm montada na traseira é uma das caraterísticas mais singulares do T.50. Esse componente pode atingir 7000 rpm, sendo acionada por um motor elétrico de 48V.

A Brabham BT46B de 1978 e sua ventoinha traseira.

A sua missão é trabalhar em conjunto com as asas traseiras ativas e os difusores, para aumentar a carga aerodinâmica em 50% em situações de condução normal e até 100% no modo de travagem.

Obviamente foi inspirada em outra criação genial de Murray, a Brabham BT46B de 1978, que acabou prioibida (inagem acima).

Este sistema de efeito-solo também funciona para incrementar a alimentação de ar no motor e permite aumentar a potência do em quase 50 cv.

Gordon Murray Automotive T.50: a McLaren F1 for 2022 | Motoring ...
A genealogia: Brabham BT46, McLaren F1 e T.50.

Em termos de dimensões, o T.50 tem comprimento de 4352 mm. Isto significa que tem 2,7 cm a menos do que o Porsche 718 Cayman (que tem 4379 mm).

O motor é resultado da parceria entre a Cosworth e a Gordon Murray, e pode chegar às 12.000 rpm. Este motor está associado a uma caixa de câmbio manual de seis velocidades.


O habitáculo também evoca o universo da Fórmula 1 e remete à McLaren F1. O banco do motorista é central, enquanto os dois bancos para acompanhantes estão um de cada lado. Os comandos mais importantes estão localizados em bases, localizadas em cada um dos lados do volante. Os pedais são em titânio.

Para garantir a posição de pilotagem ideal, cada comprador tem uma reunião com a Gordon Murray Automotive para a configuração individual da regulagem do banco, volante e pedais.

A Gordon Murray pretende produzir apenas 100 unidades do T.50, custando cada unidade (antes dos impostos) cerca de US$ 3 milhões.

A produção deve começar em janeiro 2022 e haverá uma rede de assistência baseada em Abu Dhabi, Japão, Estados Unidos Unidos e Reino Unido.

Para os demais mercados, haverá um “mecânico voador”, sempre a postos, para dar assistência técnica aos carros se necessário.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Gordon-Murray-T50_002-1024x361.jpg



Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *