CarrosSlideTestes

TESTE: Hyundai Creta Platinum Safety

Compartilhe!

A versão Platinum Safety foi uma das novidades da linha 2024 do Hyundai Creta. Por R$ 165.590, o Creta Platinum Safety Com Teto Solar (esse é o nome e sobrenome completo da versão) se diferencia do Platinum pelo “pacote” tecnológico Smartsense, que conta com um conjunto de câmeras 360o, frenagem autônoma, assistente de permanência e centralização de faixa, farol alto adaptativo e detector de fadiga, entre outros. Confira a avaliação de AUTO&TÉCNICA do SUV compacto da marca sul-coreana, um campeão de vendas. Controverso pelo visual, mas com muitas qualidades e mimos.

por Marcos Cesar Silva

Entre os destaques do carro, chama a atenção o bom espaço interno. Com 4,30 metros de comprimento e 2,61 m de entre-eixos, está entre os maiores SUVs compactos do mercado. O espaço no banco traseiro é generoso e as portas não só são amplas, como tem grande ângulo de abertura. O porta-malas é um dos maiores do seu segmento, com 422 litros de capacidade. Além do conforto interno, o Hyundai Creta também oferece bom nível de conforto ao rodar. A suspensão tem calibragem que privilegia o conforto sem interferir na segurança, e a direção segue essa mesma ideia, sendo leve mas garantindo a boa dirigibilidade. Afinal, é um carro familiar, e não um esportivo. O trabalho de aplicação de material fono-absorvente também foi bem feito, garantindo o isolamento acústico interno.

A sensação ao dirigir o Creta é a de que estamos ao volante de um modelo de categoria superior, praticamente um sedã médio de luxo. Esta versão Platinum Safety não é a top de linha, mas traz uma invejável lista de equipamentos e recursos. Chegou com teto solar panorâmico -como o nome diz- bancos revestidos de material sintético que imita couro, ar-condicionado automático digital, carregador de smartphone por indução, chave presencial, seis airbags, painel digital e multimídia com tela de 10,25 polegadas.

E mais: freio de estacionamento elétrico com auto hold, sensor de estacionamento traseiro, câmeras com visão 360 graus (esse sistema de câmeras, por exemplo, mostra a visão do ponto-cego ao se acionar o pisca, imagem que é exibida no centro do painel de instrumentos) , acendimento automático dos faróis, banco ventilado para o motorista, seletor de modos de condução, luz diurna de LED e rebatimento elétrico dos espelhos, entre outros.

No visual, o Creta Platinum Safety Com Teto Solar, traz detalhes cromados na bela grade, aplique em cor contrastante que contorna a borda do teto até a coluna “C” e rodas de liga-leve de 17 polegadas com acabamento diamantado. O visual desta atual geração do Creta nunca foi unanimidade e não foi consenso desde seu lançamento. Recebeu com o tempo algumas atualizações -em especial pelo conjunto de faróis e lanternas, meio “futuristas” demais-, e hoje o desenho choca menos, chegando a ser até discreto. Como dizia o saudoso Josias Silveira, “não fala mal de ninguém”… Choca um pouco a aplicação de faróis com lâmpadas halógenos e luzes diurnas com LEDs, que visualmente causa alguma estranheza.

Tudo isso ajuda um pouco a explicar o sucesso do SUV no mercado. Nas vendas no varejo, o Chevrolet Onix foi o carro mais vendido no ano passado, superando o Creta por apenas 380 unidades. Uma façanha da Hyundai, pois é preciso considerar que o preço do SUV compacto é alto, com a versão mais barata começando em R$ 137.990, e a mais cara -a N Line Night Edition- chegando a R$ 181.490.

O Creta é fabricado em Piracicaba (SP). Se não é o maior dos SUVs compactos, nem o mais barato e nem o mais equipado, por que tem números tão expressivos de vendas? A resposta passa pelo conjunto equilibrado e tecnologia que oferece. É o típico carro onde parece não faltar nada. Até faltam itens como sensor de estacionamento dianteiro, ajuste elétrico ao menos para o banco do motorista, faróis com LEDs, cruise control adaptativo e monitor de ponto cego, mas dá para viver sem eles. Certamente foram deixados de lado por conta do custo final. Por outro lado, o Hyundai Creta Platinum Safety Com Teto Solar tem freios a disco nas quatro rodas, diferente de alguns concorrentes.

Em termos de dimensões, o Creta tem 4.300 mm de comprimento, 2.610 mm de distância entre-eixos, 1.790 mm de largura e 1.635 mm de altura. O porta-malas, como já vimos, tem 422 litros de capacidade, superando por exemplo o Chevrolet Tracker, que tem 393 litros, e o Jeep Renegade, que tem 320 litros.Avaliação Hyundai Creta Platinum Safety com teto

Na parte mecânica, nada fora do comum, o SUV traz o motor Kappa TGDI, 1.0 turbo flex de três cilindros e injeção direta de combustível. Com etanol, tem 120 cv de potência máxima a 6000 rpm e torque máximo de 17,5 mkgf a 1.500 rpm. O consumo de combustível, com etanol, é de 8,8 km/litro em trecho urbano e de 10,8 km/l em rodovias. O câmbio é automático (nada de CVT), com seis velocidades, silencioso e preciso. Nas suspensões, a Hyundai não inventou muito, com sistema McPherson na frente e eixo de torção atrás. Os pneus são 215/60-17.Avaliação Hyundai Creta Platinum Safety com teto

Na parte interna, a Hyundai privilegiou os ocupantes. O ambiente traz vários materiais e cores, e muita tecnologia, deixando a sensação de que é maior do que a parte externa sugere. Na traseira, tudo é amplo e confortável para até três ocupantes ; o do centro, como de hábito, paga alguns pecados em trajetos mais longos. O porta-malas é generoso e atende bem a uma família de cinco pessoas.

CONCLUSÃO

O desempenho do Creta com motor 1.0 turbo não é algo que cause espanto. Acelera de zero a 100 km/h em 11,2 segundos e atinge os 180 km/h. Mais do que suficiente para a proposta de um SUV compacto, que é onde ele se encaixa. E esse equilíbrio é a resposta para o segredo do sucesso do Creta. A lista de itens de série é muito boa, traz equipamentos e recursos que podem matar seu cunhado de inveja, é agradável de dirigir e confortável, e por isso agrada o público feminino. O Creta, nessa versão de nome longo, enche os olhos de quem compra e de quem vê, ou seja, um modelo bastante honesto e que entrega o que sugere. Só o preço é que exige alguma atenção. Mas, no Brasil, que carro é barato?


Compartilhe!
1716488994