Auto&Técnica | Desde 1995, 23 anos de boas notícias.

VENDAS BAIXAS: RENAULT DESISTE DO FLUENCE ELÉTRICO

Compartilhe!

948x624

A Renault suspendeu a produção do Fluence Z.E.. As vendas reduzidas do modelo determinaram o encerramento da linha de produção da versão elétrica do sedã, que era feito na fábrica de Bursa, na Turquia. As vendas pouco animadoras e a falência da Better Place, empresa responsável pelo aluguel das baterias, selaram o futuro do modelo elétrico.

O Fluence Z.E. é um dos quatro modelos da família “Zero Emissions” da Renault. Tem por base a versão a gasolina do Fluence, que por sua vez é a variaçao quatro portas do Mégane. Era equipado com um motor elétrico de 95 cv e 22, 6 mkgf de torque. Anunciava autonomia de 185 km, que podia chegar aos 200 km em condições ideais de utilização. Especialistas do setor acreditam que o Fluence Z.E. vai tornar-se, em poucos anos, peça de colecionador, pelo número reduzido de unidades produzidas.

Em alguns países da Europa, estava está disponível por US$ 32 mil, preço bastante convidativo, acrescendo ainda a assinatura de alugule da bateria e dos serviços a ela associados, cujo valor variava entre a modalidade escolhida.

A linha Z.E. da Renault fica agora reduzida ao compacto Zoe, ao pequeno Twizy e ao Kangoo elétrico. Seria uma boa oportunidade para a Renault inovar no Brasil e trazer o Fluence elétrico para ser produzido aqui, assumindo assim o pioneirismo desse tipo de carro no País. Mas não vai acontecer.


Compartilhe!
English English Français Français Deutsch Deutsch Italiano Italiano Português Português Español Español