Classic CarsSlide

 50 anos do Ford Mustang II: conheça os conceitos iniciais

Compartilhe!

Para muitos, uma aberração. Para outros, uma necessidade. Entre doses exageradas de amor e ódio, a segunda geração do Ford Mustang -comercializada como Ford Mustang II- era um carro médio, de duas ou três portas, cupê ou sedã, com espaço para quatro ocupantes, ainda mantendo a agradável fórmula de motor dianteiro/tração traseira, comercializado pela marca de 1973 até 1978. Foi lançado há 50 anos, em setembro de 1973 (como modelo 1974). O Mustang II, ou “Mustanguinho”, deu sorte e chegou como uma alternativa à crise do petróleo de 1973 e a inevitável escassez de combustível. O carro foi desenvolvido antes da crise pelo genial Lee Iacocca, e era um “tipo inteiramente novo de pony car“. A Ford decidiu chamá-lo de Mustang II, uma vez que em comum com o Mustang original tinha apenas o nome e o fabricante. Foi projetado para atingir outra camada de público e acabou enfrentando a era de altos preços dos combustíveis, justamente o que encerrou a carreira dos muscle cars

por Ricardo Caruso

Aqui começam as mudanças. Quando o Mustang II chegou, o emblema do para-lama com três barras foi retrabalhado para o algarismo romano “II” e o cavalo foi redesenhado, com a cabeça mais ereta e cauda mais reta.

Como substituir um carro de sucesso estrondoso do quilate do Mustang não era tarefa fácil, muitas ideias foram apresentadas à direção da Ford. Algumas felizmente não foram adotadas, e aqui você pode acompanhar com AUTO&TÉCNICA diversos conceitos do Ford Mustang II, talvez o mais desprezado dos Mustang, todas as fotos fazem parte do arquivo da Ford Motor Company. Depois de se tornar presidente da Ford em 10 de dezembro de 1970, Iacocca ordenou o desenvolvimento de um Mustang menor para ser lançado em 1974. Os planos iniciais previam um Mustang de tamanho reduzido baseado no compacto Maverick, semelhante em tamanho e potência ao Falcon, que usava a base do Mustang original. Esses planos foram depois descartados, em favor de um Mustang ainda menor, baseado no sub-compacto (no padrão americano) Ford Pinto. 

1974 Mustang II carro conceito

Conceito de 1970 para o modelo 1974.

Outro esboço, que combina uma versão mais estreita da grade com faróis escamoteáveis. A forma do vidro lateral evoluiu para o desenho mais próximo do que sairia da linha de montagem em 1973.
Este desenho traz uma abordagem mais radical para o visual do hatch na plataforma de entre-eixos mais curto.
Mostrado em 1970, este modelo também foi construído sobre a plataforma maior, mas a dianteira dava a primeira ideia de como seria o carro de produção com faróis recuados e separados da grade.
Este desenho de 1971 deixa claro a redução dramática de tamanho do Mustang para 1973, e uma das primeiras propostas para o novo modelo de 1974.
Este modelo pegava o perfil básico do hatch Ghia e adiciona uma grade “nariz de tubarão” inclinada para a frente, mantendo faróis escondidos.
No início de 1971, foi tomada a decisão de mudar o projeto para uma plataforma menor e mais leve, mas esta proposta de desenho foi considerada muito conservadora e formal para um Mustang.
Este modelo levou a questão do desenho conservador ainda mais longe, com uma grade vertical, quatro faróis e nada do espírito do Mustang.
Em meados de 1971, o estúdio de desenho Ghia, na época propriedade da Ford, na Itália, foi convidado a preparar duas propostas para um fastback e um hardtop. Este hatch de duas portas abriu caminho para um visual mais elegante para o Mustang II, incluindo as tomadas de ar laterais falsas, um dos poucos detalhes que realmente sobreviveram para a produção.
Esta proposta hardtop desenvolve ainda mais o tema do estilo do Ghia, e forneceu uma interpretação mais contemporânea do hardtop original de 1965.
Um modelo mostrado internamente em novembro de 1971 com a dianteira quase idêntica à Mustang II de produção de 1974. O vidro traseiro inclinado deste estilo hardtop acabou mudando para um desenho mais vertical.
As principais diferenças entre este conceito de 1972 e o Mustang II de produção são as lanternas traseiras e as lanternas laterais, que acabariam perdendo as divisões.
O perfil básico do hatch Mustang II é finalizado neste desenho com adesivos aplicados, embora os vidros traseiros sejam maiores.
Antes da apresentação pública do Mustang II para 1974, a Ford exibiu um conceito com teto targa, chamado Mustang Sportiva II. Como o conceito Mustang II de 1963, que foi construído a partir de um protótipo modificado do modelo de produção para 1965, o Sportiva II foi derivado de um modelo de pré-produção de 1974.
No final de 1973, o novo Mustang II começou a ser vendido nas carrocerias hardtop e hatchback. Inicialmente disponível apenas com motores de quatro cilindros e V6, o Mustang II chegou antes do primeiro grande aumento nos preços da gasolina, e ajudou a reverter anos de queda nas vendas, atingindo quase 300.000 unidades em seu primeiro ano-modelo.


Compartilhe!
1716446072